terça-feira, 24 de agosto de 2010

Castidade, Adultério, Pureza Sexual e Prostituição


O que a Bíblia diz sobre a castidade?

É o mesmo que pureza?

O que isso tem a ver com adultério e prostituição?




Não existe esta palavra – castidade – na Bíblia. O catecismo é que substituiu o sétimo mandamento: “Não adulterarás (Êxodo 20:14)” por um pretenso sexto mandamento, que seria, “Não pecar contra a castidade”. Visto que “violação de castidade” e “adultério” são coisas diferentes, não podemos aceitar este adultério feito contra as palavras da Bíblia. A palavra “adultério” quer dizer “infidelidade”, “falsificação”, “contrafação”. Já a palavra “castidade”, significa “total abstinência dos prazeres sexuais”. Ora, não ter abstinência quanto aos prazeres sexuais, ou seja, praticar os prazeres sexuais não é infidelidade, falsificação ou contrafação, desde que tais prazeres sexuais estejam sendo praticados dentro do plano de Deus.

Vamos analisar, biblicamente, dois conceitos que se contrastam em uma navegação por este estudo sobre “castidade”.

O primeiro deles, mais parecido com a castidade, é o celibato. Celibato e casamento são dons de Deus. A Bíblia diz em 1 Coríntios 7:6-7: “Digo isto, porém, como que por concessão e não por mandamento. Contudo queria que todos os homens fossem como eu mesmo [solteiro]; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um deste modo, e outro daquele”.

Uma boa razão para ficar solteiro é ter tempo e liberdade para servir a Deus. A Bíblia fala sobre isso em 1 Coríntios 7:29-31. Não há nada de errado em alguém fazer isso. “Isto, porém, vos digo, irmãos, que o tempo se abrevia [e também se abreviam as nossas oportunidades para servir ao Senhor]; pelo que, doravante, os que têm mulher sejam como se não a tivessem; os que choram, como se não chorassem; os que folgam, como se não folgassem; os que compram, como se não possuíssem; e os que usam deste mundo, como se dele não usassem em absoluto, porque a aparência deste mundo passa”. Mas devemos deixar claro que o celibato não é um mandamento bíblico. É apenas uma opção. Alguns apóstolos, como Paulo, escolheram esse estilo de vida, enquanto outros, como Pedro, não. Porque o casamento é um princípio de Deus.

Pois bem, se a castidade ou o celibato possuem em si a ausência total de quaisquer atividades sexuais, seria o sexo um pecado? Não. Muito pelo contrário. O sexo é um dom que Deus dá às pessoas casadas para o prazer de ambos. A Bíblia diz em Provérbios 5:18-19 “Seja bendito o teu manancial; e regozija-te na mulher da tua mocidade. Como corça amorosa, e graciosa cabra montesa saciem-te os teus seios em todo o tempo; e pelo teu amor sê encantado perpetuamente”.

A Bíblia recomenda que o romance e o dom da sexualidade sejam usados no contexto do casamento. A Bíblia diz em Hebreus 13:4 que “Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará”. A Bíblia diz em 1 Coríntios 7:3-4 “O marido dê à mulher o que lhe é devido, e do mesmo modo a mulher ao marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher.

Deus criou o sexo como parte do casamento. Em 1 Coríntios 7:5, Paulo diz aos casais: “Não vos negueis um ao outro, senão de comum acordo por algum tempo, a fim de vos aplicardes à oração e depois vos juntardes outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência”.

Para que não causemos danos a nós mesmos, os desejos e as atividades sexuais devem ser mantidas sob o controle de Cristo. A Bíblia diz em 1 Tessalonicenses 4:3-5: “Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus”.

Por outro lado, apesar de não existir a palavra “castidade” Bíblia, devemos observar que a Bíblia é taxativa em proibir quaisquer práticas sexuais fora da normalidade do casamento. Violar esse princípio seria um pecado contra o tipo de castidade exigido pela Bíblia. Tais pecados sexuais podem sim ser resumidos na palavra adultério de Êxodo 20:14. Mas veja que isto (abstenção fora do casamento) é muito diferente de generalizar a ordem de abstenção.

O pecado sexual é destrutivo mesmo que não se vejam as consequências imediatamente. A Bíblia diz em 1 Coríntios 6:18: “Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo”.

Como começa o pecado sexual? A Bíblia diz em Mateus 5:28: “Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela”. Prostituição, na linguagem bíblica, é qualquer atividade sexual que não seja com o seu cônjuge.

A Bíblia condena o comportamento homossexual. A Bíblia diz em Romanos 1: 26-27: “Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro”.

A Bíblia proíbe o incesto. A Bíblia diz em Levítico 18:6: “Nenhum de vós se chegará àquela que lhe é próxima por sangue, para descobrir a sua nudez. Eu sou o Senhor”.

A Bíblia proíbe a bestialidade. A Bíblia diz em Levítico 18:23 “Nem te deitarás com animal algum, contaminando-te com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; é confusão”.

A Bíblia proíbe relações sexuais com alguém que vende o corpo, prostitui-se, é “profissional do sexo”. A Bíblia diz em 1 Coríntios 6:15-17: “Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei pois os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? De modo nenhum. Ou não sabeis que o que se une à meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque, como foi dito, os dois serão uma só carne. Mas, o que se une ao Senhor é um só espírito com ele”.

Muito mais importante do que abster-se do sexo, ou seja, praticar a castidade, é ter um coração puro. Isto é: para o casado, manter-se sendo, física e mentalmente, “marido de uma só mulher (1Timóteo 3:2, 12: Tito 1:6)”; e para o solteiro: “foge, outrossim, das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor (2Timóteo 2:22)”.

Como cristãos, devemos ser equilibrados quanto à nossa prática de fé. Basta os tantos exemplos de extremos que a Bíblia cita, de pessoas, tanto no Novo quanto no Velho Testamento, que não seguiram a orientação de Deus. Estude a maneira linda de como era a orientação para que um patriarca, um sacertode (no Antigo Testamento) ou um diácono (no Novo Testamento) cuidarem de suas esposas. Faça da oração de Davi, a sua oração: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável (Salmo 51:10)”.

Um abraço,
 
 
Pergunta Que Será Respondida Amanhã:
 
Sou casada e cristã, mas me envolvi em um relacionamento homossexual secreto. Sei que é pecado, porém não consigo sair dessa situação. O que faço?

2 comentários:

  1. eu estou sem como me fazer entender se na verdade percebo e asseito ,que a castidade possa ser um impedimento no casamento ou se isso pode alterar alguma coisa num relassionamento? favor de me porem mais informado e em palavras esplicidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A lei da castidade, ela ensinar as pessoa não fazer sexo antes do casamento.
      Se fazer, esta cometendo pecado!!

      Excluir

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Mas lembre-se: não aceitamos comentários anônimos.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com