segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Oração e Reza, Qual a Diferença? E o Pai Nosso?




Qual é a diferença entre “orar” e “rezar”? A oração do “Pai Nosso” é uma reza? O que há de exemplo na Bíblia?



Se estudarmos a origem latina (rezar em latim é “recito”) da palavra “rezar” vamos descobrir que ela traz um significado de “recitar”, “ler em voz alta”, “apresentar lendo”, “citar”, “pronunciar uma fórmula”, “repetir”, “dizer de cor”. Este estudo da raiz e da significação do termo “rezar” nos mostra que tal palavra se aplica melhor às preces prontas, de autoria de terceiros, que aprendemos e repetimos.
Já o verbo “orar” tem suas raízes no termo latino “oro”, que significa “dizer”, “falar”, de onde também se deriva o termo “oral”, ou seja, “dito”, “falado”. Este entendimento se encaixa melhor com as preces na forma de uma fala, uma conversa. Orar é abrir o coração a Deus, como a um amigo.
A partir de textos Bíblicos temos hoje algumas “rezas’ que são praticadas por cristãos que fazem destes textos suas preces, como por exemplo os salmos 91, 23, etc. Entretanto não há nenhuma ordem bíblica para que se tome tais ou outros textos, decore-os e transforme-os em freqüente oração.
Existe também o que chamamos de “Oração do Pai Nosso”, que é o texto de Mateus 6:9sp-13. Entretanto, não se pode dizer que era intenção de Jesus determinar que seus discípulos praticassem uma reza, como podemos ver no verso sete, através de Sua admoestação “não useis de vãs repetições”. Este termo (“vãs repetições”) não se refere à repetição de um pedido, mas a um murmúrio vazio e preces longas que confundem verbosidade insignificante com piedade.
Quando Jesus disse “Portanto, vós orareis assim:” Ele não estava determinando que se repetisse, sempre e decoradamente, cada palavra da oração modelo que em seguida proferiu. “Orareis assim” quer dizer, orem com este sentido, seguindo estes princípios explicados dos versos 5-8 e conforme esta estrutura e seqüência da oração modelo, redigida nos versos 9-13. A oração modelo ensinada por Jesus seguia um padrão, um “orareis assim”, praticado naquele contexto de cultura religiosa judaica. As orações dos judeus sempre começavam com uma invocação que era seguida de duas seções de petição. A primeira seção continha três pedidos que invocam interesses do céu e a segunda, quatro pedidos quanto aos interesses terrenos próprios. No final, sempre havia uma doxologia.
O “Pai Nosso” se divide em duas partes. Na primeira, após a invocação, há três petições referentes a Deus: ao seu ser, ao seu Reino e à sua vontade. Na segunda parte, as petições são feitas na primeira pessoa do plural ("nós"), pois o cristão ora como membro de uma comunidade de salvos. Ele pede alimento, perdão e vitória na tentação.
Portanto, em seu sentido e objetivo primários, o “Pai Nosso” não é uma reza, mas um modelo de se construir uma oração. A prática da tradição cristã transformou o “Pai Nosso” numa reza, fazendo chegar até mesmo a ser uma “vã repetição”. O que Jesus ensinou foi a oração que reconhece o governo necessário de Deus em cada aspecto da vida e sociedade.
Na Bíblia há muitos exemplos de orações. Tais preces sempre se mostram ser uma fala do ser humano para com Deus. Uma conversa espontânea, diferente de um recital decorado. Alguns exemplos podem ser vistos nas orações de Davi (1Cr 29.11-13), Jonas (Jonas 2:1-10), Neemias (Neemias 2:4, etc), Ezequias (Isaías 38:1-5), o ladrão na cruz (Lucas 23:42), o fariseu e o publicano da parábola (Lucas 18:9-14), o Senhor Jesus Cristo (João 11:41-42; Lucas 23: 34; João 17), etc.
A oração é a chave na mão do crente para acessar o trono de Deus. É o meio de comunicação entre você e seu pai de amor. Você pode ser uma grande pessoa de oração. Reserve um tempo especial, num lugar separado, e converse com Deus, sobre suas mais diferentes alegrias e anseios. Ele te ouvirá. Você e Deus ficarão íntimos e você descobrirá em Jesus o seu melhor amigo!
Orai sem cessar!
Que Deus o abençoe e guarde,


Pergunta Que Será Respondida Amanhã:
Gostaria de entender melhor as crenças fundamentais bíblicas sobre o santuário e sobre as 2300 tardes e manhãs de Daniel 8:14. Obrigado.

36 comentários:

  1. Os evangélicos, embora neguem tal afirmação, também rezam o Pai Nosso, os Salmos. Para o povo simples católico orar e rezar significa falar com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade orar e rezar é a mesma coisa falar com Deus agent que vai decidir se o pai nosso ou uma outra oraçao vai se tornar uma mera repetiçao ou uma oraçao uma suplica vindo da alma

      Excluir
    2. Orar é conversar com Deus.
      Posso me sentar ao teu lado e contar como foi meu dia, te pedir desculpa por algo que fiz errado, pedir algo a você, ou ainda ficar te elogiando. [ Isto é orar]
      Se eu pegar um poema e ler para você, ou mesmo um discurso do presidente, não será com a mesma cumplicidade do que o exemplo anterior. [isto é rezar]
      Eu poderia me tornar sua amiga, com o primeiro exemplo. E você me conheceria melhor.
      Com o segundo, por mais bonito que fosse o discurso, ou o texto, isso não iria contribuir com nossa afinidade. Esta é a diferença entre orar e rezar.

      Católicos e evangélicos oram. Mas somente os católicos rezam.

      Rezam Ave Maria, Creio em Deus Pai... entre outras.

      Quando temos um problema muito grande, e vamos pedir ajuda a Deus, podemos falar do nosso problema, e pedir ajuda (orar) , ou ficar repetindo Ave Maria (rezar)...

      Está na bíblia que Deus não se agrada de vãs repetições. Então ao pedir ajuda com rezas, você está "desagradando"a Deus.

      Quanto aos Salmos, eles podem ser usados como Louvores. Que é diferente de Reza e Oração. Ao louvar você exalta ao Senhor (orando você também pode fazer isso). Mas uma coisa não substitui a outra.

      As pessoas confundem muito esta questão. Quando me converti eu falava que ia "rezar". Mas eu orava, só não sabia que o nome do ato de conversar com Deus era "orar". Mas também deixei de "rezar" as rezas prontas.

      As rezas prontas te fastam de Deus, porque além de você não conversar com o Pai, muita das vezes você coloca personagens que são ídolos (pessoas que foram boas quando vivas, mas que já morreram).
      Somente Jesus morreu e Depois continuou vivo (Lázaro ressuscitou mas depois morreu de novo) e por isso só ele pode escutar teus pensamentos.
      Conversar com mortos, te aproxima do Diabo, e não de Deus.

      Nem mesmo o diabo consegue saber o que você está pensando... por isso quando for conversar com Deus, faça em pensamento. Para que fique entre você e Deus.

      Quando for Louvar o Senhor.. faça falando, para que todos saibam que você é filho do Deus vivo, e segue a Ele, e é protegido Dele. (por isso os "crentes"são barulhentos- eles não se importam em ficar exaltando quem morreu por eles).

      Espero que tenha ajudado. Eu me confundia muito com estes três conceitos (rezar, orar, louvar). Mas lendo a bíblia Deus nos mostra o que devemos fazer, e aos pouquinhos vamos melhorando nossa relação com Ele.

      Excluir
  2. Os evangélicos rezam? De onde você invenrtou isso???
    O povo simples católico realmente acredita que orar e rezar são a mesma coisa. E digo mais: muitos nem sabem explicar porquê são católicos.
    Os católicos deviam ter o hábito de ler a bíblia....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o Blogger não leu o post todo, muito menos pegou a bíblia pra acompanhar e depois comentar... Os Católicos não lêem a bíblia, pois se muitos começarem a ler e tiverem uma mente aberta, vão começar a se questionar e vão abandonar a religião deles, pois eles só lêem o que o padre lê na missa, o próprio não manda os seus membros terem o habito de lerem em casa, manda? Eu conheço vários católicos que dizem que não acreditam na bíblia, só em algumas coisas, onde é o mesmo que nada, pois são as palavras de Deus, se você duvida delas, duvidas de Deus! Logo: "Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus." (João 3:18)

      Excluir
    2. SOMENTE PARA QUESTÃO DE COMENTARIO:
      os padres pedem para as pessoas ou fiéis , como preferir, lerem a bíblia sim, só que o livre arbítrio existe na mesma proporção lê quem quer crescer no conhecimento da palavra de Deus. ninguém é obrigado a ler nem o próprio Deus nos obriga a nada. ah e católico que não cre no que esta escrito na Bíblia, desculpa amigo, nem Cristão é...não é mesmo.

      Excluir
    3. Também sou crente,"convertido", e li alguns comentários com respostas e cada um de vós diz: eu sou evangélico ,e eu sou católico ,e eu crente,e eu cristão .
      Está Cristo dividido?? Foi algum evangélico crucificado por vós?? Ou fostes batizados em nome de algum católico ?
      Nada do que falam edifica à ambos!!
      Falam coisas sem fundamentos ,sem saber se é verdade ou não !! Se não falam a verdade,então é mentira!! E quem é o pai da mentira?!!
      Conheço católicos que lêem a biblia como nós,e crentes que pensam que são crentes, mas não tem discernimento algum!!! E vise-versa

      Excluir
    4. Não jugueis para não ser jugados... Existem católicos que rezam e que oram também. A partir do momento em que eles pronunciam (oração do Pai Nosso, Ave Maria, Save Rainha, Credo e outros) eles estão rezando, mas também fazem preces e orações quando invocam o nome de Deus, as duas palavras tem significado diferente do ponto de vista de originalidade da palavra, mas tudo está envolvido numa mesma classe, uma conversa com Deus.
      Alguns Evangélicos não sabe nem de onde veio o protestantismo, pois Martin Lutero era um sacerdote católico que lutava para corrigir os erros da igreja que na época era corrupta e cobrava indulgências para encontrar a salvação. Só que hoje encontramos isto apenas em algumas igrejas evangélicas. Deus disse que em Pedro montarei minha igreja, e a única igreja montada por Pedro foi a Igreja Católica, o seja o Cristianismo.

      Excluir
    5. sabe qual é a grande diferença de um católico para o evangélico? é que o católico não perde tempo falando da religião dos outros, já os evangélicos fazem isso o dia inteiro quando for a volta de CRISTO os católicos vão e eles ficam falando mau dos outros porque é só o que sabem fazer. se eles lesem a bíblia saberiam que é errado isso

      Excluir
    6. Não católico nem evangélico, apenas sou um cristão. Mas na língua portuguesa (e talvez hispânica) temos os dois verbos. Em termos religiosos, no inglês o verbo é simplesmente "to pray", e em italiano "pregare", que quer dizer suplicar. Tem católico que conhece bem a Biblia e tem sua interpretação assim como tem evangélico. Mas do mesmo modo tem evangélico conhece nada da Bíblia e também católico. A PERGUNTA É: Nos países de lingua inglesa ambos (católicos e protestantes) estão orando ou rezando, já que o verbo é um só? E quando o protestante pronuncia o Pai Nosso está repetindo uma oração (segundo a língua portuguesa), portanto está rezando? Para que serve essa divisão de águas? Aquele que come para o senhor come, não julgueis seu irmão.

      Excluir
    7. oh gente orar e rezar tem o mesmo sentindo que é conversar com Deus porq se nao podesse rezar as mesmas oraçoes jesus nao tinha nos ensinado o pai nosso

      Excluir
    8. E quem lhe disse que nós católicos não lemos a Bíblia? Lemos e estudamos, só não faz isso os que tem preguiça, E SÃO A MINORIA . Todas as comunidades tem cursos Bíblicos, e te digo, que eu já leio a Palavra de Deus, e me debruço sobre ela, a muito mais tempo do que muitas igrejas que vieram a se abrir por aí? Rezar e orar é mesmíssima coisa. Devemos em primeiro lugar não ler a Bíblia, mas sim, ler, meditar e compreender com sabedoria. Muitas igrejas estão abrindo suas portas, sem nenhum conhecimento Bíblico, e ensina seus fiéis apenas a interpretação errada para arrecadar públicos, isso é muito triste! Nós católicos não andamos passeando com a Bíblia debaixo do braço, mas temos o maior carinho com este Santo LIVRO...E É GRAÇAS A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA, QUE HOJE TODOS NÓS PODEMOS TER A GRAÇA DE TER A PALAVRA DE DEUS TRADUZIDA...SEM ARRANCAR NENHUMA PÁGINA.

      Excluir
  3. Os católicos tem hábitos de Ler a Bíblia sim! Pra isso existem Grupo de Orações, catequezes, evangelização e várias outras coisas que interam os cristãos (que creem em Deus) e na Igreja isso tudo é ensinado. Quem não conhece é pq realemente não sabe o significado de sua própria religião como qualquer outro que vira evangélico por "CARêNCIA AFETIVA". Quem cre em Deus aprende consigo o valor de um cristão, busca, pratica e dá seus ensinamentos assim como vcs que procuram somente julgar, talvez já foram até católicos! Abraços, fiquem na Santa PAZ DE DEUZ!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, queria dizer que orar e rezar tem uma grande diferença!!!
      Orar é conversar com Deus, porém rezar é uma repetição decorada!!!
      E a senhorita como disse que tem hábito de ler a bíblia deve saber o que Jesus Cristo disse:

      E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos Mateus 6:7

      Reza desde de que me conheço por gente é só repetição, e não me diga que não, pq é isso que se ve nas igreja católicas!!!
      Resumindo não misture as coisas!!!
      Deus abençoe e tenha misericórdia amém!!!

      Excluir
    2. O importante não é a palavra usada...Se diz-se reza ou oração! O importante é, sem dúvidas, a entrega, a intenção da prece...Vcs aqui preocupados em se separar dos Católicos como se fossem uma doença, soam egoístas, egocêntricos! SOMOS TODOS IRMÃOS! A salvação é individual! Amem ao próximo como a vcs mesmos

      Excluir
    3. Desculpa, mas o meu é esse Deus e não deuz...
      Qualquer um que nunca foi a igreja diz que é católico, por que isso? Será que pra ser católico qualquer um pode ser, pois vai na igreja domingo conta pro padre seus pecados e na segunda volta a fazer tudo de novo sabendo que domingo ele vai contar pro padre novamente e fica por isso mesmo.. Pois pra ser cristão, evangélico ou protestante, tem que haver renuncia na sua vida! Morrer para o mundo e viver pra Deus! Pecadores todos somos, mas devemos pedir perdão, nos arrepender, pedir forças a Deus e lutar para não cometer o mesmo erro novamente!

      Excluir
    4. *PORQUE NÓS CATOLICOS REZAMOS???
      Os Protestantes n sabe o que é VERBORRAGIA = A “verborragia” dá-se qnd alguém fala mt, aplicando imenso vocabulário, mas sem transmitir nenhuma ideia em concreto,ou algum entendimento!!!!!!

      Excluir
    5. O católico não deve ter o hábito de ler a Bíblia como os evangélicos fazem. O verdadeiro católico deve ter o hábito de ler e ENTENDER a Bíblia. Pois ler e decorar versículos fora do contexto só pra defender uma opinião própria ou de uma pequena comunidade não é correto. Sobre a questão orar ou rezar o sentido é o mesmo. Como atestam o Michaellis, o Aurélio e todos os dicionários da língua portuguesa, os termos orar e rezar são sinônimos. Infelizmente, tem "pastor" por aí querendo mudar a língua portuguesa por conta própria, ensinando que existe uma grande diferença entre os dois. Em inglês, por exemplo, o verbo to pray significa as duas coisas, orar e rezar. Em italiano, usa-se a palavra pregare, isto é, "suplicar", que tem o mesmo sentido de orar ou rezar em nossa língua. Quem faz a confusão são os evangélicos que se acham donos da verdade. Deliram acerca de questões e contendas de palavras 1 Timóteo 6:3-4.Observem bem o texto de Mateus a seguir: E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.
      Não vos assemelheis, pois, a eles;PORQUE VOSSO PAI SABE O QUE VOS É NECESSÁRIO, ANTES DE VÓS LHO PEDIRES. (Mateus 6:7-8). Jesus não proíbe oração repetitiva como Pai-Nosso ou Ave-Maria e sim aquelas orações que fazemos quando estamos necessitando de algo e ficamos repetindo a mesma oração como Deus não soubesse do que necessitamos. Exemplo: estou desempregado e não sem orar ou rezar diferente repito sempre a minha mesma necessidade. A prova é tanto, que o próprio Jesus repetiu(rezou) sua oração no monte das Oliveiras (Conf. Mateus 26:39-45 - E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.
      E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo?
      Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.
      E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade.
      E, voltando, achou-os outra vez adormecidos; porque os seus olhos estavam pesados.
      E, deixando-os de novo, FOI ORAR PELA TERCEIRA VEZ, DIZENDO AS MESMA PALAVRAS.
      Então chegou junto dos seus discípulos, e disse-lhes: Dormi agora, e repousai; eis que é chegada a hora, e o Filho do homem será entregue nas mãos dos pecadores.

      Excluir
  4. Orar e rezar para os católicos têm o mesmo sentido, conversar com Deus, seja se inspirando em orações de outros, seja usando suas próprias palavras, nunca são vâs repetições. Como decorar versículos bíblicos e ficar citando eles fora de contexto, como fazem a maioria dos protestantes, não devem ser vistos por eles como vãs repetições, mesmo que muitos acabem só fazendo repetições de vesículos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até entendo que para vcs católicos rezar e orar tenha o mesmo sentido, isso ocorre porque a prática dá reza faz parte de sua tradição. Todavia não há como negar que a prática dá reza não foi recomendada por nosso Senhor Jesus Cristo, é perceptível a busca de relacionamento que Deus busca com o homem e a reza em sua essência não promove esse relacionamento. Pensa como seria a amizade entre duas pessoas que ao se encontrar falassem a mesma frase, e pior, repetitivamente, ou seja, se esse não é o padrão de relacionamento entre os homens, muito menos deve ser entre Deus e os homens. Já a prática de decorar recitar a palavra é amplamente incentivada em TODA a bíblia, é através dessa ação que o Espírito nós dá entendimento e permite que a santa igreja não erre o alvo.

      Excluir
  5. "Nós católicos somos analfabetos em matéria de oração. Falamos com Deus, pensamos sobre Deus, mas não sabemos o que significa Deus falar em nós. O excesso de racionalismo na experiência católica empobrece a nossa experiência mística".(Alberto Moreira, Misticismo e Novas Religiões. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994, página 101).

    ResponderExcluir
  6. Gostaria de deixar claro ao Gerson Lima, que para se ater a alguma opinião, é necessário ter conhecimento sobre o assunto. Rezar é o mesmo que orar, desde que seja feito com fé. A repetição existe sim, mas não são em vão, desde que possua fé, assim como o orar pode ser feito se fé. Então, independentemente se irá rezar ou orar, faça com fé que Ele te ouvirá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou evangelico, e concordo com isso.. desde que tenha fé o senhor ouve nosso pedido.
      Oque acaba com as pessoas é a religiosidade , creia em Deus e na bíblia ,e viva o evangélho e pronto!

      Excluir
    2. verdade marcelo disse tudo temos que rezar com fé a fé é o q importa eu mesmo adoro a oraçao de sao miguel arcanjo e nao foi eu que fiz e tenho serteza que nao é por nao ser minha que Deus nao vai ouvir ele ouvi as nossas oraçoes

      Excluir
    3. Se a Bíblia diz para orarmos sem repetir, pois tais repetições são em vão, (inúteis) é para obedecermos e não teimarmos só para que a nossa palavra valha alguma coisa. Não se conversa com alguém repetindo a mesma coisa, ninguém aguenta tanta repetição, muito mais Deus que sabe do que precisamos antes mesmo de falarmos.

      Excluir
  7. Eu acho toda essas respostas boas, mas todos estão esquecendo
    que não devemos jugar uns aos outros, só DEUS pode nos jugar, em vez disso devemos orar ou rezar mais uns pelos outros, por nosso pais, por tantas pessoas que não conhece JESUS, nosso salvador, por tantas crianças passando formi, por muitos que estão perdidos nase nundo sem DEUS, fiquem na doce PAZ DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO, (SÓ ELE E O NOSSO JUIZ).

    ResponderExcluir
  8. Deus tenha misericordia de mim por favor coloca aprovado pra mim na Escola estadual jose leitao , lucas de oliveira 2 ano,é minha unica chance deus por favor!!nao posso repetir tenho fe q passei . orem por mim!!!amen. na quinta feira agora dia 4 estara apr en todas as materias. amen!!!

    ResponderExcluir
  9. por acaso eu ja havia tido um debate com a minha namorada acerca dessa diferenca entre orar e rezar mais hoje fico feliz que que o nosso tera um bom disfecho,,,, ''amem''

    ResponderExcluir
  10. Aprendi que devemos conversar com Deus, seja por súplicas, seja por simples palavras e até mesmo por louvores, no momento da adoração, porque mais importante que conhecermos a Sua divina palavra, através de frequentes leituras do Evangelho, devemos mesmo é Praticá-la todo Santo dia!!!

    ResponderExcluir
  11. Caros irmãos! Eu sou católico com muito orgulho, pois foi nessa igreja que conheci a Deus, tive meu contato pessoal com Jesus Cristo . As vezes dou razão aos meus irmãos evangelicos por falerem dos falsos catolicos , agora peço aos irmãos evangelicos para participarem da Renovação Carismática Catolica e conheceras verdadeiros catolicos que adoram o Pai em Espirito e Verdade e melhor verão o agir de Deus em nosso meio

    ResponderExcluir
  12. Não podemos de maneira nenhuma querer que um católico faça uma oração, como nós fazemos. é evidente que ele está condicionado a uma reza e a reza é desprovida de autoridade e rica em ezaltação. Ex: Ave maria cheia de graça...enquanto a oração é uma petição.Ex: Deus pai todo poderoso, venho a te neste momento, solicitar da vossa graça que tenhas compaixão de teu servo e realize em mim a cura de minha enfermidade...ok! a oração é a necessidade, mediante a fé do indivíduo que quer receber uma benção da parte de Deus. 1º. a quem eu estou pedindo? 2º. a pessoa que eu peço tem condições de me responder? 3º. que intercessor é o da minha oração? Dai surge a diferença da oração para a reza! veja o que cristo falou:" Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao pai, senão por mim." vamos acabar com essas respostas sem conhecimento e passar a ler mais a Bíblia, se é que vcs acredita nela. fique com Deus!

    ResponderExcluir
  13. O significado original das palavras é o que foi explicado no artigo, ainda assim, as pessoas que quiserem, qualquer que seja sua religião e mesmo que não pertençam a nenhuma delas, podem falar com Deus, seja usando a palavra rezar ou orar ou outra para descrever o que estão fazendo. Deus, sendo o mesmo para todos, deve estar se divertindo com essa discussão pueril entre cristãos (!!!). Aliás, o tempo todo usamos metáforas para nos referirmos a "Ele". Será que Deus tem forma humana, como palavras tais como "Pai" e "Ele" sugerem?

    ResponderExcluir
  14. sou católico e e creio em Deus acima de tudo, mas estou notando um comportamento muito triste dos evangélicos viraram ( rivais) dos católicos. Será? meramente sobrevivência acho que sim, pensem no que isso pode virar lá em outros países já há muitos anos existem guerras religiosas vamos querer isso para nós, pois eu ñ!.

    ResponderExcluir
  15. Quando Jesus ensinou o evangelho aos apóstolos o que eles fizeram?
    Sera que Jesus errou? Se Jesus é Deus, Deus Erraria? Por qual motivo os seguidores de Jesus não obedeceria a ele? Porque a verdade seria seguida apenas 1500 anos depois e não desdo inicio? Apos a morte de Jesus muita coisa esta sendo ocultada estudem igreja primitiva, dos apóstolos, discípulos, patrística, os mártires e montagem da bíblia, nos somos cristãos e temos que nos amar temos que ser a unidade o corpo de cristo, o que separa vem do Demônio, Vamos ser um só povo assim como Cristo nos Deixou.

    ResponderExcluir
  16. Que triste ouvir tantas besteira sobre uns com os outros, sendo que somos todos irmãos em CRISTO JESUS!
    Muitas igrejas se abrem por aí, sem nenhum conhecimento Bíblico, e nós católicos começamos a 1500 anos conhecer a PALAVRA DE DEUS, ANTES DOS PROTESTANTES, AGORA QUANTO OS EVANGÉLICOS, SÃO TÃO NOVOS AINDA NA FÉ, E MUITAS IGREJAS TEM MENOS ANOS DE VIDA DO QUE O MEU CONHECIMENTO BÍBLICO NA IGREJA E MEUS TRABALHOS PASTORAIS...POIS ME DEBRUÇO SOBRE A PALAVRA DE DEUS DESDE MENINA, ATRAVÉS DE MINHAS AVÓS E PAIS, E HOJE COM MAIS DE 60 ANOS, POSSO DIZER QUE TENHO ALEGRIA NO CORAÇÃO DE TER SEGUIDO A MINHA FÉ. E REZO, E ORO, POIS EM TUDO FALAMOS COM DEUS. PARA ELE FAZ POUCA DIFERENÇA, SE UM DIA EU O CHAMO : PAI, VOU REZAR E TE PEDIR, OU SE : PAI, QUERO ORAR AGRADECER E LOUVAR.
    E os cristãos católicos que não estudam a Palavra porque é preguiçosa ou sem fé...pois todas as comunidades tem escola Bíblica para seus fiéis, com grandes teólogos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua longa experiencia com a reza não fundamenta a reza, pois não fundamentamos crença nenhum baseada em experiencia alheia, e sim na Bíblia. Sinto muito. Ela é nossa única regra de fé e prática.

      Excluir

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com