domingo, 26 de dezembro de 2010

O Escurecimento do Sol e A Queda Das Estrelas

O que são o “Escurecimento do Sol” e a “Queda das Estrelas”, ditos nas profecias bíblicas?


 

Os escritores do Velho Testamento, e o próprio Cristo, falaram muitas vezes de grandes sinais no universo físico: no Sol, na Lua, nas estrelas e na Terra. Esses sinais seriam indicações especiais de que a volta de Jesus estaria se aproximando. “As estrelas do céu e as suas constelações não mostrarão a sua luz. O sol nascente escurecerá, e a lua não fará brilhar a sua luz” (Isaías 13:10). “Imediatamente após a tribulação daqueles dias o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu, e os poderes celestes serão abalados” (Mateus 24:29). “Mas naqueles dias, após aquela tribulação, o sol escurecerá e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu e os poderes celestes serão abalados” (Marcos 13:24-25).
            Estamos falando de um período de tempo na história que é representado pelo sexto selo, em Apocalipse 6. Veja abaixo um comentário que o teólogo Roy A. Andernson faz sobre esse assunto, em seu livro, Revelações do Apocalipse.

O Grande Terremoto

Um dos terremotos mais extensivamente sentidos de que se tem notícia, ocorreu em 1º de novembro de 1755. É chamado, algumas vezes, “o terremoto de Lisboa”, porque a maior parte dessa cidade foi destruída, com perda estimada de 60 a 90 mil vidas. O mar subiu cinquenta pés acima do seu nível normal.
“O terremoto de 1º de novembro de 1755 estendeu-se por uma área de pelo menos seis milhões de quilômetros quadrados. Ele atingiu a maior parte dos continentes da Europa, África e América; mas sua extrema violência foi experimentada na parte sudoeste da Europa.” “Na África, esse terremoto foi sentido quase que com a mesma intensidade que na Europa.... É provável que toda África tenha sido sacudida. Ao norte,  ele se estendeu para a Noruega e  Suécia; a Alemanha, Holanda, França, Inglaterra e Irlanda foram todas mais ou menos agitadas pela mesma grande e terrível comoção dos elementos.” - Roberto Sears, Wonders of the World, págs. 50, 58.
Terremotos são um sinal da breve volta do nosso Senhor. Ter­remotos devastadores têm ocorrido durante este século, causando grande devastação de vidas: S. Francisco, Jamaica, Chi­na, Japão, México, Turquia e outros.

O Escurecimento do Sol; a Lua Como Sangue

O sexto selo abre-se com grandes convulsões na Terra. Poucos anos depois da grande convulsão de 1755, outros sinais começaram a ocorrer no Sol, na Lua e nas estrelas.
“Quase, senão realmente, como o mais misterioso dos fenôme­nos de sua espécie, na diversificada linha de eventos da Nature­za...está o dia escuro de 19 de maio de 1780 - a mais inenarrável escuridão de toda a parte visível do céu e da atmosfera da Nova In­glaterra” - R. M. Devens, Our First Century, págs. 89 e 90.
“A escuridão da noite seguinte foi provavelmente tão intensa quanto a mais intensa observada desde que o ‘Haja luz’ do Todo-Poderoso deu origem à luz.... Eu não podia conceber, nessa oca­sião, que se cada corpo luminoso tivesse sido envolvido em sombras impenetráveis, ou banido da existência, as trevas fossem mais completas. Uma folha de papel branco, mantida a pequena distância dos olhos, era praticamente tão invisível quanto o mais negro veludo.” - Samuel Tenny do Exeter, New Hampshire. Cita­do por Urias Smith em The Prophecies of Daniel and the Revelation, pág. 445.
“Que as trevas não foram causadas por um eclipse é manifesto pelas diferentes posições dos planetas de nosso sistema, nessa oca­sião; pois a Lua estava a mais de cento e cinquenta graus do Sol nesse dia”. — Dr. Samuel Stearns, no Independent Chronicle, Bos­ton, 22 de junho de 1780.
Na noite seguinte, a Lua se mostrou de um vermelho sanguí­neo. A causa exata para isso jamais foi estabelecida. Incêndios flo­restais chegaram a ser aventados como provável causa, mas essa é uma possibilidade pouco aceitável, especialmente, levando-se em conta afirmações científicas de que a causa é desconhecida.

A Queda das Estrelas

“Na noite de 12-13 de novembro de 1833, uma tempestade de es­trelas cadentes irrompeu sobre a Terra. A América do Norte rece­beu o maior impacto deste chuveiro de estrelas. Desde o Golfo do México até Halifax, até que a luz do dia pusesse fim à exibição, o céu ficou assinalado em cada direção com riscos brilhantes e ilumi­nados com majestosas bolas de fogo” - Agnes M. Clerk, History ofAstronomy in the Nineteenth Century, pág. 328.
“Provavelmente, o mais notável de todos os chuveiros meteóri­cos que já ocorreram na Terra tenha sido o de Leonids [na noite se­guinte] de 12 de novembro de 1833. Algumas estações meteoroló­gicas estimaram em pelo menos 200.000 por hora durante cinco ou seis horas”. - C. A. Young, Manual of Astronomy, pág. 469.
Outra grande exibição de estrelas cadentes ocorreu no Velho Mundo em 1866. Conquanto este exemplo não preencha a descri­ção profética tão acuradamente, foi sem dúvida outro sinal da bre­ve volta do Salvador.
“Houve momentos em que parecia como se um poderoso vento tivesse apanhado as velhas estrelas, libertando-as de suas amarras e varrendo-as através do firmamento... Um fenômeno muito im­pressionante e muito assustador... Mas a ciência, que dissipa tan­tos temores e prova tanta coisa aparente, ilusória, e nada mais, neste caso não o fez.” - London Times, 15 de novembro (quinta­feira) de 1866.
O dia escuro e a queda das estrelas foram sinais notórios para essa geração. Mas outras coisas estão acontecendo nesta geração. Faz poucos anos, a ciência arremessou a humanidade para dentro da era atômica. O poder do átomo conduziu um submarino por sob a calota polar, e agora o homem se atirou para dentro do espaço exterior. O fato de poder o homem agora viajar a aproximadamen­te 32 mil quilômetros por hora, mais de 300 quilômetros acima da superfície terrestre, tem qualquer significado para nós? O Senhor virá precedido por sinais no céu e na Terra.

Portanto, a mensagem de Jesus para você é: “Assim também, quando virem todas estas coisas, saibam que ele [Jesus] está próximo, às portas” (Mateus 24:33). O dia da vinda do nosso senhor Jesus Cristo está muito próximo. Por isso, devemos estar atentos aos sinais e, também, preparados para o encontro com o nosso Deus. Permaneça firme ao lado do Senhor e você vai subir com Ele para o eterno lar.


Um abraço,


Pergunta Que Será Respondida Amanhã:
Quero saber mais a respeito do milênio e da Nova Terra. Onde posso encontrar os ensinamentos sobre isso na Bíblia?

4 comentários:

  1. olá a todos..
    acredito verdadeiramente nestes acontecimentos.eu até mês passado era do catolicismo,e comecei a conhecer a sagrada escrituras e vi a realidade que os catolicos esconde..hj tenho medo pelo o tempo perdido,peço fervorosamente perdão a Deus por tudo,por minhas Ignorancias...eu sempre procurava na Internet fotos relatando sobre o escurecimento do sol e a queda das estrelas,e hj vi aqui.
    Parabenizo a todos que estão buscando com muita fé os cristãos perdidos.
    obrigado!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha só o que o apóstolo Paulo disse em I Timóteo 1:12 ao 15

      12 E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus SENHOR nosso,
      porque me teve por fiel, pondo-me no ministério;
      13 A mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso;
      mas alcancei misericórdia, porque o fiz "ignorantemente", na incredulidade.
      14 E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo.
      15 Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio
      ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal...

      Excluir
  2. Eu qero saber pq qi aki ta falando sobre a lua ficar vermelha cor de sangue e na Biblia nao fala nada sobre a lua....so o sol.....
    alguem ai tem alguma opniao?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Na verdade a Bíblia fala sim! Dá uma olhada nestes versículos: Joel 2:31; Mateus 24:29; Marcos 13:24, 25; Lucas 21:25; Apocalipse 6:12, 13
      Grande abraço!

      Excluir

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Mas lembre-se: não aceitamos comentários anônimos.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com