sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Todos vós que Tendes Sede Vinde às Águas...




Tenho dúvidas sobre Isaías 55:11.


Como são possíveis tais coisas?”




Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite..


Prezado amigo visitante da Sala, pra mim, pr. Valdeci, é um prazer receber a sua pergunta. Realmente este é um verso interessante, porque usa uma linguagem comercial mas descreve um procedimento que comercialmente não seria praticável. Trata-se de um texto figurativo. Ele representa algo.

A expressão “a todos os sedentos” quer dizer, os que têm sede de compreender melhor a vontade e os caminhos de Deus, e de obter a graça de estar em paz com ele (Sal. 42:1-2; 63: 1; Mat. 5:6; João 7:37; Apoc. 21:6; 22:17). O homem foi criado com um anelo interior de Deus de maneira que só achará satisfação permanente na comunhão com ele.

A formosura poética deste capítulo não tem igual na Bíblia. Não poderia haver feito um convite mais bondoso ao homem para que aceitasse as bênçãos da salvação. Ninguém está excluído. “O que quiser, tome da água da vida gratuitamente” (Apoc. 22:17). Não cabe aqui a idéia de que alguns homens tem sido criados para a salvação e outros para a condenação, alguns para se salvar e outros para se perder. Deus não interfere no livre arbítrio do homem (ver Eze. 18:31-32; 33: 11; 2 Ped. 3:9).

Neste capítulo se faz ressaltar a entrada dos gentios em Israel e o êxito do eterno plano de Deus para restaurar a terra a seu estado original de pureza e perfeição (Isa. 55:5, 8-11).

Há um convite: “vinde às águas”. Deus convida a todos os homens em todas as partes para que participem gratuitamente de sua graça. A água, o vinho, o leite e o pão (vers. 2) representam nesta passagem todas as bênçãos espirituais (cf. Mat. 26:27-29; João 4:10, 13-14; 1 Cor. 11:25-27; 1 Ped. 2:2).

Em linguagem figurada este verso emprega o termo “o que não tem dinheiro”, i. e., aquele que reconhece sua necessidade. Porque o que não reconhece sua necessidade crê ser “rico”, ter se “enriquecido” e de “de nenhuma coisa” ter “necessidade”. Este, à vista do céu, é “pobre, cego e nu” (Apoc. 3:17). Mas aqui o que não tem dinheiro é o pobre de Mateus 5:3. Compreende perfeitamente que não tem méritos próprios para oferecer a Deus em pagamento do precioso dom da salvação. Todavia Deus convida a todas estas pessoas para vir a Ele, a pesar de sua pobreza espiritual. O preço de sua salvação já foi pago pelo Salvador.

A frase venham e comprem nos ensina algo precioso. Os que desejam receber bênçãos espirituais não somente devem ter fome e sede de justiça, mas também devem se esforçar para obtê-las (Mat. 13:44-46). As bênçãos da salvação são gratuitas, mas só podem ser obtidas pelo preço de tudo o que uma pessoa tem. Deus nunca prometeu conceder a salvação a quem é indiferente ou não está disposto a realizar o esforço necessário para obtê-la.

O que seriam o “vinho” e o “leite”? Representam as bênçãos da salvação. São produtos que, no antigo Oriente Médio, eram considerados como símbolo de todas as coisas boas da vida. Em Jesus Cristo, todas as necessidades do pecador serão satisfeitas.

Esta seria uma interpretação correta das figuras deste texto. Mas não deve parar aqui. Aplique estas lições aprendidas na sua vida, e serás feliz!!

Um abraço do seu amigo e irmão em Cristo,

Twitter: @Valdeci_Junior

Pergunta Que Será Respondida Amanhã:
Satanás fala a mentira ou a verdade? Tem hora que ele acerta, não tem?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com