quarta-feira, 10 de agosto de 2011

As Perguntas Já Respondidas - Abra a Cortina! Atualizado em Agosto de 2011

Gostaria de ver uma lista das perguntas já respondidas aqui na Sala.

Pois não. Abaixo, as perguntas já respondidas. É só clicar em cima da pergunta, e ir direto para a resposta.
Dica: se você quiser procurar por alguma palavra-chave, dê um CRTL+F , digite a palavra que tem em mente e vá teclando ENTER, até, provavelmente, encontrar a pergunta que está procurando.
Esta página estará sempre sendo atualizada com as novas perguntas que forem sendo respondidas.
Boa leitura!

Perguntas Já Respondidas



Os jovens são mais facilmente induzidos ao pecado?

Quem é o Bom Samaritano da Parábola contada em Lucas 10:25-37? Eu, os outros ou Deus?



Twitter: @Valdeci_Junior

12 comentários:

  1. É pecado relacionamento entre primos?Ou melhor é pecado que primos de primeiro grau se casem?

    ResponderExcluir
  2. sou cristao tenho diabetes sou casado e nao tenho mais ereçao existe protese peniana e capa peniana é pecado nos usarmos estes instrumentos da ciencia medicas pois somos ainda jovem quero uma orientaçao do pastor

    ResponderExcluir
  3. Sou adventista desde 2001 e algo que me encomoda bastante é o olhar das pessoas no que diz respeito a aparência das mulheres.Eu, nas programações da igreja, me visto como todas mas, no dia a dia, uso calças jeans e bermudas.Uso acessórios e faço as unhas.Por que as pessoas se escandalizam tanto com isso pastor? Já ouvi tantas explicações! Eu não me porto de forma incoviniente porque também sou casada e mãe de três filhos.Já li alguns estudos seus e gosto do seu ponto de vista bíblico. Gostaria de receber sua orientação. Desde já agradeço. Zoziana do Carmo
    zoziana_maranata@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pecado nada! na nossa igreja até mulheres de pastores se vestem assim, e faz tudo isso, deus ó quer o coração. Fique tranquila cad um dve fazer o que bem quer. Seja apenas pontual com os dízimos e ofertas.

      Fica na paz

      Excluir
    2. Seja apenas pontual com dízimos e ofertas?????

      Excluir
  4. Boa noite pastor deus abençoe, preciso novamente das suas orações comprei uma casinha pequena para p pagar por mes tipo prestação um comodo de pedaços madeira dois cômodos de material com rachaduras, fiquei empolgado fiz planos ,mas a minha esposa não se sente bem na casa e tem medo, minha mae disse que no coração dela sente de nos não ficar nessa casa, meus pais ofereceram p morar com eles, eu não gostei do lugar por ter muita gente que mexe com drogas, fiz o negócio sem confirmação de deus como posso saber se da vontade de deus , to pensando em desfazer negócio ore por mim deus abençoe ..

    ResponderExcluir
  5. Olá Pr. Bom dia. Meu caso é o seguinte.. Eu e minha já esposa, nos conhecemos em nossa cidade natal "Y", mas ela teve que se mudar pra outro estado "X", e eu resolvi ir para o estado "Z", só que em busca de emprego.. Devido uma promessa oportunidade de emprego num estado "B" numa de nossas instituições, ela foi pra lá.. O problema é que ela não tinha dinheiro suficiente para se manter com aluguel e comida, daí decidi viajar pra perto dela para ajuda-la (tbm me preocupava por ela estar sozinha num lugar o qual podia correr riscos de violências por ser mulher). Como ela não queria ficar na casa de parentes meu morando juntos, decidimos alugar um pequeno apartamento e sofrer as consequências do escândalo devido fofocas por estarmos morando juntos e não sermos casados (sim, nos envolvemos intimamente). Como sou muito útil e as igrejas precisam muito de pessoas com minha característica, o pastor pediu que eu fizesse o seguinte procedimento para ser mais rápido a resolução do meu problema: Deveríamos casar no cartório e pedir para a secretaria de nossas igrejas nos colocar no GER (nossas igrejas ficam em outro estado e n somos na mesma congregação).. Fizemos o que o pastor pediu.. Casamos e solicitamos o GER.. só que o meu caso é que eu era de um grupo (igreja ainda não oficializada).. minha secretaria teve que fazer o GER manual por ainda n ter sistema pra tal igreja.. Fez e enviou pra Associação que iria fazer o procedimento.. Entrei em contato para acelerarem o meu caso e me parece que nossa igreja não tem muito interesse em ajudar.. Eu precisaria apenas que colocassem no sistema meu nome IRREGULAR..
    Eu e ela já saímos do escândalo (casamos).. Vejo a Associação lenta em fazer o procedimento.. Eu me sinto livre por ter pedido perdão a Deus e ja ter casado.. Se eu não fui removido e estamos REGULAR não sistema da igreja, não bastaria profissão de fé ou santa ceia? Sinceramente, ESTOU COM A CONSCIÊNCIA LIMPA, e se eu for pra uma igreja, e a secretaria local ver nosso nome REGULAR, vou atuar normalmente na igreja, porque, para mim, O PROBLEMA ERA AS FOFOCAS QUE CAUSAVAM TAL ESCÂNDALO.. Vejo inúmeras quebras de princípios como irmãos trabalhando aos sábados, outros que usam joias fora da igreja, chamam palavrões, e estão pregando, cantando no templo.. Existe distinção de pecado para punir? A igreja se dispõe a punir ao invés de resolver Jesus? NO MANUAL, EM ULTIMO CASO VEM A DISCIPLINA OU CORTE DE UM MEMBRO. Estou realmente DECEPCIONADO com tudo isso..

    ResponderExcluir
  6. Pastor tenho quase 14 anos de casamento e o mesmo tempo de cristã.

    Meu marido jamais foi equilibrado nas finanças e no princípio do casamento ficamos em apuros várias vezes, porque deixei o trabalho para cuidar da minha filha pois teve fragilidades de saúde, ele sempre quis conseguir muito sem fazer muita coisa, se aventurava e negócios que prometiam dinheiro rápido, como empresas de empréstimo e até ir para o EUA que acabou com sua deportação, tudo sempre foi um fiasco.

    Eu já sou exageradamente preocupada com contas, tenho os pés no chão e logo que voltei ao mercado de trabalho, sempre tive oportunidades e portas abertas, a maioria sei que foi o próprio Deus quem as abriu.

    O que ocorre é que depois de tantos anos de conversa, meu marido não mudou ele é teimoso e as vezes questiona até a bíblia, o que está me deixando cada vez mais chateada, é que ele nem se importa mais de gastar o dinheiro que eu ganho, está certo somos uma só carne, o dinheiro não é só meu etc e tal, mas ele não faz nada para melhorar, além de ter ideias ridículas mesmo, hora quer ser vereador (diga-se de passagem não termina uma frase com coerência) imagina entrar na política, hora empresário da alimentação, hora ganhar na mega sena, ele trabalha mas seu dinheiro não da pra nada.

    Eu acho que cheguei ao limite das minhas forças, eu penso que isso pode nunca mudar, porque ele está tentando do jeito dele, não se submete a Deus é obstinado e tem opiniões extremistas, eu perdi todo o carinho, ultimamente só o tenho achado ridículo cada vez mais, evito falar as coisas perto da minha filha, mas note, ela tem 13 anos e diz que ele se porta como uma criança.

    Eu não vou aqui mentir, por mais que a sociedade seja moderna e hoje muitas mulheres sustentam a casa, eu gostaria de segurança, eu fico chateada e sinto uma pressão enorme, pois ele pega meu cartão para coisas pequenas como comprar pão e maiores como pagar as contas, abastecer etc, e se eu perder o emprego, se ficar doente, eu tenho que ser a provedora da casa.

    Eu sinto que essa teima dele de não dizimar, de não perguntar a Deus sobre seus projeto, está nos puxando para baixo.

    Estamos com um projeto de irmos para o Canadá, para eu estudar e minha filha fazer o segundo grau la, e tudo tem que ser no meu nome, porque o dele está sujo em toda parte.

    Isso acabou com toda admiração, carinho e acho que com o amor que eu tenho, me aconselhe pastor porque estou muito infeliz no meu casamento.

    ResponderExcluir
  7. Como deve ser o voto cristão? Minha cidade tem 5 candidatos a prefeito... Eu vejo que a melhor opção pra minha cidade é o candidato menos votado (Luíz Vasquez)... Mas temos dois preferidos pra ganhar a eleição (Adail e Magalhães)... O problema é que o Adail é um baita de um bandido, aí mesmo sabendo que o Luíz é a melhor opção, faço campanha pro Magalhães, porque o Magalhães é o único que tem conddições de ganhar do Adail... É uma escolha errada apoiar a segunda melhor opção com medo da pior opção vencer a campanha?

    ResponderExcluir
  8. Olá, Pastor.

    Nasci em família evangélica, mas sempre tive dúvidas com relação à religião que nunca tive coragem de perguntar ao meu pastor, por não querer passar uma impressão de que estou contestando a minha liderança. Lá vão as perguntas:

    1) O que o sr. tem a dizer sobre a frase: "O que é o céu, senão o suborno? E o inferno, senão uma ameaça?", concorda ou discorda?

    2) A religião é uma auto-ajuda? No sentido que no final das contas eu uso aquela que mais se adapta às minhas necessidades e crenças pessoais?

    3) Todo religioso é no fundo um ateu com relação à religião alheia?

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de perguntar aos pastores que tem como a PRATICA DA COBRANÇA DO DÍZIMO nos dias de hoje. NOVO TESTAMENTO. E aos irmãos que pagam o DÍZIMO. Os irmãos e os pastores estão OBEDECENDO A DEUS, ou a si próprio, BASEADO NA PALAVRA DE DEUS A BÍBLIA. Vou aguardar resposta JESUS ESTA VOLTANDO. Meu email é alonsocarrera@hotmail.com e cesar.carrera@bol.com.br

    ResponderExcluir
  10. Tenho dúvidas e gostaria de ter uma resposta vivida em uma itradicional igreja protestante.
    Um membro de uma igreja cristã, atuante nos cultos e participante de um coral, cantando nos cultos e fazendo gravações das reuniões, teve uma conduta reprovável, frequentando bares e ingerindo bebeida alcoólica em ambiente público e em sua residência após os cultos, além de mandar mensagens obscenas via whatsapp para a esposa de um outro membro. Além disso, possuindo um cargo relevante na justiça, cometeu crime ao violar o artigo 5º da Constituição Federal, mas é protegido por possuir um alto cargo no poder judiciário. Chamou uma outra pessoa que frequentava sua igreja de corrupto e desonesto por ser simpatizante de um partido político que não era o seu. Esta pessoa agora não acredita mais em Jesus e procurou outra religião. Esta pessoa não tem como agir, devido a sua posição de inferioridade perante a lei e por não ter testemunhas do acontecido. Eles não se falam mais. Pergunto: O ofensor não teria que ter sua punição sendo um criminoso? Ou basta dar o dízimo e está tudo certo? É pela questão financeira que se consegue o perdão e pode-se continuar no coral e exercendo sua influência na igreja? E em relação a outra pessoa que não crê mais em Deus e contribui com seus impostos para pagar o salário do criminoso cristão? Respostas para cadff1@gmail.com

    ResponderExcluir

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Mas lembre-se: não aceitamos comentários anônimos.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com