domingo, 20 de maio de 2012

Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia


“O Fenômeno Religioso na Cidade” não é somente o nome de uma matéria do mestrado em Missão Urbana no seminário teológico. É também uma realidade impossível de ser despercebida. O professor Érico Tadeu Xavier pediu que cada aluno seu pesquisasse sobre algum movimento religioso que não fosse parte das igrejas históricas, mas que fosse, de preferência, um movimento herético, uma seita, um grupo independente, uma nova comunidade ou algum outro fenômeno atual dentro de alguma religiosidade urbana. Em minhas pesquisas de campo, procurando por pentecostais ex-adventistas, eu já havia conhecido uma denominação cristã que não chega a ser um fenômeno no sentido de grandiosidade, mas que é um fenômeno no sentido de ser um fato raro. Você conhece a Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia?
Na manhã do dia 30 de março de 2012, a pastora Marli, como é assim conhecida, concedeu várias informações e respostas às perguntas elaboradas por mim e feitas à pastora pela jovem Poliana Peixoto. Em meu arquivo, guardo o documento original, em formato digital, das perguntas e respostas. Nesta matéria, faço uma apresentação da Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia (IPMASD) baseada nas informações colhidas por Poliana e em outras informações que pessoalmente busquei visitando alguns cultos e entrevistando, por telefone, no dia 17 de maio de 2012, às 11h, a esta pastora.
Marli Souza Lima Barbudo nasceu na cidade de Almenara, MG, no dia 12 de novembro de 1962. Aos 37 anos, foi batizada pelo pastor Raimundo Casais na Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) do bairro do Pequi, conhecida como igreja da ABBI, na cidade de Eunápolis, BA, onde atualmente reside. Ela comenta que ficou na IASD por alguns anos, mas não se lembra quantos. Posteriormente, Barbudo deixou a IASD, vindo a ter seu nome removido da lista de membros da mesma em julho de 2009.
A sede mundial da igreja, que pode ser vista na foto acima, local onde assisti ao culto, fica situada à Rua Pedro I, 362, Bairro do Pequi, Eunápolis, Bahia. No início de novembro de 2011, eu já havia procurado a pastora Marli para realizar com ela minha pesquisa de campo de mestrado. Entretanto, na ocasião, ela não quis dar entrevista e, assim, respeitei o que lhe era de direito. No dia 08 daquele mesmo mês, fiz uma visita a uma reunião de culto daquela igreja. Por observação, pude notar um ambiente pentecostal parecido com os moldes do pentecostalismo da segunda onda. O salão era um ambiente bem simples, humilde, porém, organizado, com capacidade para umas trinta pessoas, no máximo. Tão organizado, que orientaram-me a não procurar assento na ala da direita, que era a ala feminina. Fui muito bem recebido.
Ao final do culto, vários vieram conversar comigo, inclusive o dirigente daquela congregação local, que havia pregado naquela noite, usando gravata e sandálias havaianas. A pastora Marli não estava, pois havia ido dar assistência a outra congregação da IPMASD. Mas pude ter uma conversa agradável com aqueles fiéis que ali estavam, e aprender algumas coisas sobre esta denominação cristã.

Fundação e Fundamentos
 Fundada no dia 24 de setembro de 2006, de acordo com seus representantes, a IPMASD tem uma missão: “A obra da IPMASD é fazer a obra de Deus, ajudando as pessoas a se salvarem.” Sobre a visão da igreja, Marli Barbuda comenta que é fazerem “o trabalho de ajudar a famílias carentes, pessoas viciadas e outras que estão nos hospitais. O nosso foco é a família e a ajuda comunitária”, complementa a pastora.
Perguntamos à Barbuda sobre os fundadores e o histórico da fundação da IPMASD. Ela narra:

Bom tudo começou com um problema de saúde da minha neta. Eu era pastora itinerante; em qualquer igreja que me convidava eu ia pregar, falar da palavra de Deus. Eu havia começado uma corrente de oração por 21 dias indo para o monte orar para que Deus fizesse um milagre. E Deus atendeu, onde os próprios enfermeiros falaram que só podia ser mesmo milagre [sic].
No período em que passei no hospital, muitas pessoas foram à minha casa para que eu pudesse estar orando pelas enfermidades delas. Até no hospital, várias pessoas vinham para que eu pudesse impor as mãos e orar. Algumas pessoas conseguiram caixa de som e microfone para que eu pudesse falar para todos ouvirem. Sempre acreditei que Ele estava me chamando, Deus revelava para mim que eu tinha uma obra muita grande pela frente [sic].
A minha casa começou a encher-se de muitas pessoas. Tive até que pedir ajuda para o pastor Ronaldo do ministério [da igreja] Fogo e Poder, para que ele me ajudasse a gerenciar os cultos na minha casa. Muitas coisas sobrenaturais aconteceram, dentre elas está o relato da enfermeira ter visto um anjo no berçário da minha neta, para qual os médicos davam apenas alguns dias de vida.
Com vários cultos na minha casa, Deus me revelou que era para ser feita um congregação na minha casa, porém eu não sabia qual nome colocar. Foi então que estando no hospital, recebi a revelação do nome: Igreja Pentecostal Adventista do Sétimo Dia. [Este nome] apareceu na placa do berçário da netinha, porém estava um espaço branco entre os nomes “Pentecostal” e “Adventista”. No dia seguinte o pastor Arnaldo veio dizer que tinha recebido uma revelação com o nome da igreja: “Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia” [sic].
O povo ia vindo sem eu chamar, foi então que acreditei ser o chamado de Deus. Conseguimos bancos, caixa de som, microfone, tudo de graça. A questão burocrática de certificação do nome do ministério conseguimos de graça também, tanto advogados como outros termos jurídicos [sic].

De acordo com a fundadora, a igreja começou com aproximadamente 100 membros. Desde sua fundação, sem passar por atualizações “teológicas”, suas crenças básicas são “no batismo; [na] descida do Espírito Santo (língua dos anjos); na volta de Jesus (todo olho verá); [n]a guarda dos dez mandamentos, inclusive a guarda do sábado”, explica Barbudo.
Comparação com a IASD
Pela profissão feita pela pastora, relatada no parágrafo acima, é possível perceber que semelhanças a IPMASD pode ter com a IASD, como exemplos, as crenças no repouso sabático e na espera da volta de Jesus. A diferença clara está no perfil que o pentecostalismo dá à IPMASD de receber o suposto batismo do Espírito Santo através do que eles chamariam de “língua dos anjos”, a saber, a prática da glossolalia litúrgica. Quando perguntada a respeito do santuário, Marli respondeu que todos iremos para o Céu porque Deus reservou uma cidade para nós. Ou seja, ela desconhece ou ignora as crenças fundamentais ASDs que conectam-se com o ritual do santuário.
A senhora Marli Barbudo é fundadora, pastora e presidente de sua própria denominação, o que não ocorre na IASD: ter uma mulher como pastora ou presidente principal. Segundo a pastora Marli, a IPMASD não tem nenhum vínculo de ligação com a IASD.

Atual Realidade e Pensamento da IPMASD
 Na IPMASD, cada congregação tem um pastor leigo, não remunerado, supervisionado pela liderança da pastora Marli, totalizando um número total de quatro ministros, contando com ela e os pastores Paulo, Carlos e a pastora Maíck. Estes formam o corpo administrativo da igreja, presidida por Marli. Em seguida, em sua hierarquia, eles têm “os presbíteros, os diáconos, as diaconisas, o cooperador, os missionários e, por fim, os irmãos da igreja”. Mas, na realidade, eles não sabem dizer a que modelo eclesiástico-administrativo se adéquam.
Toda a denominação conta atualmente com quatro congregações e aproximadamente 80 membros. De acordo com eles, os recursos financeiros são aplicados na obra que realizam ajudando o “o irmão que precisa de uma cirurgia ou família carente. Nós não forçamos ninguém a darem [sic] os dízimos e ofertas, mas deixamos claro para eles que isso está na Bíblia. O valor arrecadado é pouco, muito pouco”. O valor bruto total de todo o patrimônio que a denominação possui não chega a trinta mil reais.
A IPMASD nunca produziu nenhuma literatura própria. Como não possui acervo literário, eles fazem uso apenas da Bíblia e de “lição evangélica, que vende numa livraria no centro da cidade”, são as palavras da pastora. Logo, a igreja não possui nenhuma literatura denominacional através da qual possa dar-se a conhecer melhor pelas pessoas que não são seus membros. Eles apenas mandam fazer folhetos “para distribuir no campo”. Mas tais folhetos não são institucionais. Do mesmo modo, não têm nenhuma página de identificação na internet. Eles dizem ter uma comunidade na Web, mas não conseguimos localizá-la (se é que existe).
Diante da pergunta “quais são os alvos que esta igreja possui para o futuro próximo?”, a presidente da Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia respondeu que é “terminar a construção do próximo salão, que já está no ponto de madeira”. Mas ela explica: “nosso alvo para um futuro mais prolongado é comprar o terreno da sede e mais um terreno para a construção de mais um salão no bairro do Itapuã”.
É importante notar que, atualmente, a pastora Marli é professora e mora com seus filhos. Sua neta, que fora supostamente curada, está viva, todavia não anda, vive num carrinho especial e tem corpo e mente não desenvolvidos completamente. É uma criança especial. Outro fato curioso encontrei num casal que conheci no bairro Vila Olímpica, em Eunápolis. De acordo com eles, quando deixaram a IASD para frequentar a IPMASD, admiravam muito a pastora Marli, porque esta usava uma aliança mesmo sem viver com homem algum, alegando que tinha um casamento eterno com Jesus e que nunca se uniria a algum homem. Ainda de acordo com este casal, eles se decepcionaram e saíram da IPMASD porque, alguns meses depois, a pastora apareceu sem a aliança, e namorando com um rapaz bem mais novo. Procurada por estes membros para dar uma explicação do suposto casamento com Jesus, a pastora não lhes deu uma explicação convincente, o que lhes acarretou a decepção e o rompimento com a IPMASD.
Limitada à região de sua cidade de origem, a IPMASD recomenda que as pessoas que vivem em outras cidades busquem qualquer outra igreja, alegando que em qualquer lugar que fale de Deus seja possível encontrar a salvação. Este ecletismo soterológico do pensamento de Marli Barbudo é refletido no seu próprio testemunho pessoal. A pastora conta que quando já era convertida, por ter se batizado na IASD, mas ainda não havia recebido o suposto dom do Espírito Santo, já se considerava salva em Jesus. Para ela, falar em língua é apenas “um” dom que não determina salvação, pois de acordo com ela a salvação seria somente através do batismo em Jesus Cristo, mesmo sem ter recebido o Espírito Santo. Neste sentido, o pensamento da IPMASD aproxima-se mais do neopentecostalismo do que do pentecostalismo da segunda onda. Mas o contraditório é que se fossemos seguir estas explicações “teológicas” da pastora Marli, teríamos que admitir que no Céu haverá pessoas não convertidas, pois se convencer o homem do pecado é obra do Espírito Santo (ensino bíblico), e se, ao mesmo tempo, vem a ser possível ser salvo em Jesus sem ter o Espírito Santo (ensino da pastora Marli), então é possível ser santo e pecador ao mesmo tempo.
A Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia é mais uma demonstração de que a migração dos valores do iluminismo em direção às idéias do pós-modernismo no pensamento religioso permeia também o pentecostalismo, até mesmo em interação com o adventismo.
Twitter: @Valdeci_Junior

29 comentários:

  1. Satanás é esperto, e corre na frente. Como a igreja sempre pregou que haverá a chuva serôdia do derramamento do Espírito Santo no meio adventista, ele já se antecipou criando esse movimento que a princípio é pequeno, mas poderá dar muito trabalho aos adventistas; pois pessoas leigas, de pouca iunstrução, que tem obcessão por curas e milagres, poderão se bandear para este movimento. Esse movimento ainda vai crescer, pode acreditar

    ResponderExcluir
  2. Matéria excelente. Que Deus continue a te abençoar.

    ResponderExcluir
  3. Sempre pensei que iam fundar uma igreja assim: adventista guardadora do sabado e pentecostal ao mesmo... rs! agora ja é real! que assustador...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hi, já existem faz tempo. Conheço várias, mas normalmente são bem pequenas. Creio q a maior é a Adventista da Promessa.

      Excluir
    2. Já existe uma igreja fundada em 1932 que guarda os mandamentos e fala língua estranha chama-se igreja adventista da promessa fundada pelo ancião João Augusto da Silveira no Recife

      Excluir
  4. Respostas
    1. amém Irmao Afonso, eu creio que Deus vai crescer todo ministerio que prega a verdadeira doutrina de Cristo,os mandamentos de Deus e o testemunho de Jesus!!

      Excluir
    2. "Em nome de Jesus" ímpios falam e fazem coisas: Mateus 7:21 a 23

      Excluir
  5. Olá Pastor,segue aí uma lista das Igrejas que guardam o Sábado no Brasil. Retirado do Blog :

    http://movimentossabatistas.blogspot.com.br/2010/07/as-igreja-sabatistas-no-brasil.html

    Igreja Adventista do Sétimo Dia;
    Igreja Adventista do Sétimo Dia - Movimento de Reforma;
    Sociedade Missionária Internacional Dos Adventistas do Sétimo Dia - Movimento de Reforma;
    Igreja Adventista do Sétimo Dia - Movimento do Advento;
    Igreja Adventista do Sétimo Dia - Movimento de Completa Reforma;
    Igreja Adventista Última Voz Da Misericórdia;
    Igreja Adventista da Promessa;
    Igreja Missão Adventista da Promessa;
    Igreja Adventista Remanescentes do Avivamento;
    Igreja Adventista Renovada do Sétimo Dia;
    Igreja Adventista da Sétima Reforma Divina;
    Igreja Adventista da Promessa Conservadora;
    Igreja Adventista da Promessa Renovada;
    Igreja Adventista da Promessa Independente;
    Igreja Evangélica Adventista da Promessa Primitiva;
    Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia;
    Igreja Adventista Pentecostal;
    Igreja Adventista Brasileira;
    Igreja Cristã Bíblica Adventista;
    Igreja Adventista Conservadora;
    Igreja Manancial da Graça de Deus do 7º Dia;
    Movimento Naturista Adventista;
    Movimento Bereano Adventista;
    Movimento Leigo Adventista - Abalei;
    Igreja Amigos Adventistas;
    Igreja Adventista Primitiva;
    Igreja Batista do Sétimo Dia;
    Igreja Batista do Sétimo dia Renovada;
    Igreja Remanescente Dualista dos Primogênitos;
    Igreja de Deus do Sétimo Dia;
    Igreja Assembléia de Deus do Sétimo Dia;
    Igreja Evangélica Primitiva Ministério dos Dez Mandamentos;
    Igreja de Deus de Filadélfia;
    Sã Doutrina Espiritual do Sétimo Dia;
    Comunidade Cristã do Advento;
    Congregação Reformada dos Adventistas do 7º Dia,de Tenda;
    Congregação das Testemunhas de Yehôshua;
    Congregação Israelita da Nova Aliança;
    Congregação Judaico Messiânica;
    Congregação Cristã do Sétimo Dia;
    Ministério Restaurando Vidas;
    Ministério Resgatando Vidas.

    ResponderExcluir
  6. Faço parte do Ministerio Resgatando Vidas e vejo q Jesus tem pressa de pregar o se evangelho, enquanto que o Sr Roni acha asssutador, eu acho muito bonito uma pessoa dedicar-se a pregar os mandamentos de Deus e o testemunho de Jesus. Na nossa congregação não existe pastoras, somente pastores, mas nada contra, só questão organizacional. as pessoas tem sede de ouvir a palavra verdadeira de Deus e quero deixar aqui tambem registrado que Deus faal conosco de uma forma especial e ele falou cgo e me disse pra guardar os mandamentos dele, e não é fácil, não mesmo, principalmente o sábado, q é tão criticado pela maioria. num tenho função na igreja, sou apenas um membro do corpo de Cristo que compoe o Ministerio Resgatando Vidas que a cada dia, leva almas ao Sr Jesus, pergando o evangelho do reino. No mundo secular sou fisioterapeuta e academica direito, e quero estar no novo Éden junto com os irmaos que pregaram a verdadeira doutrina de Cristo , digo a doutrina de salvaçao,pois todo juizo há uma lei e a lei de Deus é a fonte a qual seremos julgados , condenados ou absolvidos para reinar com ELE. Não critiquemos nenhum nome, ministerio, apenas o conheça e o ajude a propagar o evangelho para que Jesus logo volte.num é fácil dizer a verdade num mundo de mentiras e quanto aos dons espirituais, isto num é motivo pra criticar a igreja, e nem é salvação pra ninguem.
    Deus abençoe a cada igreja que prega os mandamentos de Deus e que os vive, por que a lei de Deus é amor!!

    ResponderExcluir
  7. Prezado Pastor
    Valdeci Júnior,
    Saúde e Paz!

    Pesquisando na internet encontrei a informação da formação da Igreja Pentecostal do Movimento Adventista do Sétimo Dia.
    Sua pesquisa, revela o quanto necessitamos de conhecimento bíblico e histórico a respeito da Igreja.
    Na relação de Igrejas sabatarianas apresentado por um leitor de seu blog, encontra-se na relação de Igrejas a Igreja Batista do Sétimo Dia. Desejo informar a todos os amigos leitores, que os Batistas do Sétimo Dia, são cristãos históricos, com os mesmos distintivos batista, da liberdade de consciência, do sacerdócio universal dos crentes, e não temos uma regra a obedecer a não ser a Bíblia Sagrada. sua história remonta ao século XVI na Inglaterra, tendo sido selado o seu testemunho de fidelidade, com o sangue de muitos mártires, dentre eles o Pastor John James que foi morto e esquartejado por causa de sua fé. (vide O SÁBADO - Autor Guilherme Stain Filho, Edição 1919- Sociedade Internacional de Tratados no Brasil, pg. 139-141). Não tendo nenhuma relação com o chamado "Movimento Adventista" por ser os batistas do sétimo dia os pioneiros da observância do Sábado, oriundos da Inglaterra, vindo para os Estados Unidos da América em 1671, e em 1802 era organizada a Conferência Geral dos Batistas do Sétimo Dia.
    E somos uma Igreja filiada a Aliança Batista Mundial, a mesma que congrega todos os ramos batistas ao redor do mundo.
    No Brasil, neste mês de Janeiro a Igreja Batista do sétimo Dia está completando o seu centenário.
    maiores informações poderá ser adquiridas no site:www.ib7.org. ou secretaria@cbsdb.com.br

    Pr. Sebastião M. de Freitas

    revsmfreitas@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. sou adventista do setimo dia
    e nao saio por nada e principalmente para criar uma nova denominaçao sabendo quanl a igreja verdadeira claro q e a IGREJA ADVENTISTA DO SETIMO DIA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. para o mocinho ai chamado Elias Benicio .A igreja adventista do 7 dia saiu da igreja batista do sétimo dia tá. se converta rapido ...pois d graças a Deus por ter igrejas que guarda os dez mandamentos de Deus.

      Excluir
    2. Marcio, melhor estudar um pouquinho a história dos adventistas do sétimo dia. A IASD não saiu da IBSD. Membros de um dos grupos pertencentes ao Movimento do Advento (que acreditava que Cristo voltaria em 1844), ao estudar com pessoas da IBSD, passaram a incluir a guarda do sábado em suas crenças. Mais tarde, esse grupo millerita fundou a IASD, mas sem nunca pertencer à IBSD. Ok?

      Excluir
    3. Marcelo A. Somos felizes pelo seu relato. Seria estranho a IASD sair da BSD que tem uma doutrina unicamente bíblica.

      Excluir
  9. Todas essas Igrejas mencionadas pelo Tiago Mota, aposto que são pessoas que se magoaram com outros membros e/ou discordam da doutrina Adventista. Enfim, como não é conveniente estarem em um lugar onde os SEUS PRÓPRIOS INTERESSES, saem da congregação Adventista Original e simplesmente criam outra com nome quase igual e doutrinas quase iguais, maaassss com uma grande diferença, adaptam as doutrinas para o seu próprio entendimento e para que os seus interesses não sejam violados. Aí é fácil né! Quando se lê um livro você tenta ler conforme a ótica do escritor. Porque com a Bíblia onde a inspiração foi o próprio Deus o ser humano tenta distorcer e tentar colocar em sua própria ótica. "Isso eu concordo, isso eu não concordo". Fica muito fácil e conveniente adaptar Deus ao ser humano do que o ser humano, teimoso e pecador por natureza, se adaptar a Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu fio com nojo desse exclusivismo sectario de aluns adventistas do setimo dia e depois tem a cara de pau de dizer e chamar os menbros de outras igrejas de irmãos igualzinhu aos catolicos

      Excluir
    2. Calebe, várias delas foram formadas como vc disse, mas outras não. Conheço parte das igrejas citadas e, algumas, foram fundadas por pessoas q nunca pertenceram à IASD, mas, em movimentos pentecostais, descobriram os mandamentos de Deus e saíram de suas igrejas originais.

      Excluir
  10. Todas essas Igrejas mencionadas pelo Tiago Mota, aposto que são pessoas que se magoaram com outros membros e/ou discordam da doutrina Adventista. Enfim, como não é conveniente estarem em um lugar onde os SEUS PRÓPRIOS INTERESSES, saem da congregação Adventista Original e simplesmente criam outra com nome quase igual e doutrinas quase iguais, maaassss com uma grande diferença, adaptam as doutrinas para o seu próprio entendimento e para que os seus interesses não sejam violados. Aí é fácil né! Quando se lê um livro você tenta ler conforme a ótica do escritor. Porque com a Bíblia onde a inspiração foi o próprio Deus o ser humano tenta distorcer e tentar colocar em sua própria ótica. "Isso eu concordo, isso eu não concordo". Fica muito fácil e conveniente adaptar Deus ao ser humano do que o ser humano, teimoso e pecador por natureza, se adaptar a Deus.

    ResponderExcluir
  11. Temos que cuidar, e muito, com o tal falso "PENTECOSTALISMO". Esses movimentos podem acontecer até dentro da IASD que foi fundada em 1863 após um grande desapontamento ocorrido em 1844. Jesus quer o nosso coração, quer morar dentro de cada filho. A nossa manifestação, após Sua entrada, deve ser de gratidão, transformação, alegria, reverência, respeito, obediência, testemunho e boas obras. INFELIZMENTE estamos longe disso. Muitos pastores e membros querem é muito movimento, barulho, milagres, dons de línguas, agitação, casa cheia ... Em breve vamos dar conta de todas as nossas ações desastrosas que praticamos em nome de um Jesus que NÃO ensinou essa confusão que está tomando conta desse mundo religioso.

    ResponderExcluir
  12. também não saio da IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA POR NADA, sei que e verdadeira e conheço bem a bíblia não adianta guardar somente os mandamentos verdadeiros, mas seguir TODAS as verdades reveladas por DEUS em sua palavra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apresente as razões plausíveis para suas afirmações categóricas, de forma bíblica e teologicamente coerente e coesa.

      Excluir
  13. O Sábado é mandamento bíblico. Este mandamento é Universal, não é exclusivo de nenhuma denominação religiosa como os Adventistas são.
    O Sábado é ensinamento da Bíblia.

    ResponderExcluir
  14. No fim de tudo haverá a igreja verdadeira q não terá denominação e seremos perseguidos justamente somos nós que guardamos os dez mandamentos,eu sou adventista do Sétimo dia mas acredito q no fim vamos todos se unir em um soh propósito.

    ResponderExcluir
  15. Olá amigos, foi muito bom ler esse artigo, e os comentários de vocês. Um forte abraço em Cristo à todos.

    ResponderExcluir
  16. Gostei mesmo de saber, que tem um povo que guarda os mandamentos de Deus e tem a fé em Jesus, abraço meus queridos em Cristo Jesus!

    ResponderExcluir
  17. Infelizmente na maior parte dos comrntarios o EGO dos comentaristas veio mais a tona, do que, enaltecer a cristo, e o amor ao Próximo.
    A verdadeira igreja é aquela que se fundamenta em CRISTO, guarda a lei Moral dos Dez Mandamento, e testifica do caráter de JESUS, no amor ao próximo ; amparando aos órfãos viuvas, cobrindo o nú visitando os encarcerados, alimentando os famntos. A salvação é pela Graça em Cristo Jesus, e seremos julgados pelas obras advindas pela gratidão por sermos salvos por JESUS CRISTO.
    DEUS abençoe a todos.

    ResponderExcluir

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Mas lembre-se: não aceitamos comentários anônimos.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com