domingo, 26 de agosto de 2012

O SIGNIFICADO DE BABILÔNIA - Jeremias 51-52

Na leitura de hoje, temos dois capítulos e duas cidades. Em Jeremias 51, Babilônia; em Jeremias 52, Jerusalém. No comentário de hoje, analisaremos o que Babilônia tem a ver conosco. Para isso, vejamos qual é o seu significado na Bíblia.


Ao pesquisar no dicionário bíblico, descobri que Babilônia era o nome de uma região do mundo antigo e da capital daquela região. A cidade foi construída na beira do rio Eufrates, onde hoje é o Iraque. Essa cidade antiga, na realidade, originou-se quando os homens, conscientemente, se afastaram da graça de Deus e procuraram a salvação por suas próprias obras. O período naquele tempo foi pouco depois do dilúvio, quando houve a construção de uma torre, que não foi terminada porque Deus confundiu os idiomas do povo que estava construindo-a (ver Gênesis 11).

No Apocalipse, a palavra Babilônia aparece seis vezes. E é interessante porque o número seis era o número de mistério do culto pagão da antiga Babilônia. A construção dessa cidade por Ninrode culminou na apostasia da torre de Babel, que passou a significar “grande confusão”. Desde aquele dia até hoje, Babilônia tem simbolizado apostasia, arrogância, confusão e tentativa de salvação baseada nos falíveis esforços humanos.

Nas Escrituras, as cidades, Jerusalém e Babilônia, têm um contraste desde suas origens. A palavra Salém significa paz e Babel, confusão. Jerusalém tornou-se o centro do reino terrestre de Deus; Babilônia, o centro do governo terrestre de Satanás. No Novo Testamento, especialmente, essas duas cidades passam a representam os dois reinos espirituais, o do bem e do mal; o povo verdadeiramente de Deus e o povo apostatado.

Tudo o que é falsa doutrina e falsa religião faz parte dessa Babilônia apóstata. Logo, é possível perceber que as nações, e até mesmo muitas igrejas, estão embriagadas com o que podemos chamar de vinho intoxicante de Babilônia. Porém, do mesmo jeito que os antigos babilônios, “enfurecidos pelos seus ídolos”, desafiaram a Deus e foram derrotados, da mesma forma, a Babilônia moderna enfrentará a condenação.

A antiga Babilônia poderia ter sido curada, mas, infelizmente, recusou a verdade de Deus, como vemos em Jeremias 51. Semelhantemente, a Babilônia moderna também está rejeitando o conselho divino. Quando a Babilônia desprezou a Palavra de Deus, ela se tornou, na realidade, morada dos demônios. Cada falsa doutrina encontrada na antiga Babilônia com todos seus males pode ser encontrada na moderna Babilônia.

Uma vez que Babilônia está condenada, Deus está chamando o povo que queira pertencer a Ele, para que se separe dela: “Saiam dela, vocês, povo meu, para que vocês não participem dos seus pecados.”

Com todo carinho, faça parte do povo de Deus!

Um abraço,
Valdeci Júnior
e
Fátima Silva

4 comentários:

  1. Então a Babilônia atual é um povo? Que povo é esse?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Babilônia atual é representada pelo sistema político e social do ocidente, onde o ímpio sempre prevalece desde que tenha posses. Portanto, é quase o mundo inteiro. A região onde existiu a Babilônia é atualmente o Iraque.

      Excluir
  2. ate q enfim um site q me respondeu o q eu queria saber!!!!! parabens!!!!!

    ResponderExcluir
  3. tava conversando um dia desses com meu pai, e falavamos sobre esse assunto, so que eu nao havia compreendido por inteiro oque significava em si "babilonia" pros cristaos e esse texto exclareceu isso muito bem...
    parabéns! :)
    e obrigada ^^

    ResponderExcluir

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Mas lembre-se: não aceitamos comentários anônimos.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com