segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

MEDICINA BÍBLICA É AVANÇADA - Levítico 11-12


Vamos refletir mais um pouco sobre o conteúdo da leitura bíblica. Nos dois capítulos de hoje, vemos o cuidado especial de Deus para com a saúde do Seu povo. Primeiro Ele orienta sobre as carnes que são mais saudáveis e as que são mais prejudiciais à nossa alimentação. Depois Ele fala sobre os cuidados higiênicos na ocasião do parto, que até hoje é um procedimento que precisa ser feito com muita higienização.
Já mencionei que o objetivo do livro Levítico é a santidade. Totalmente relacionado ao assunto da santidade, está o assunto da saúde. Esse livro nos dá instruções sobre o bem-estar do cristão. Embora o pecado tenha debilitado a família humana, Deus elaborou o plano da salvação para restaurar a imagem do Criador nos pecadores arrependidos. É onde entra o assunto da saúde. Quando cuidamos da saúde, estamos cuidando daquilo que foi feito à imagem de Deus: nosso próprio corpo. É por isso que um dos aspectos do viver santificado, tratado no livro de Levítico, é a saúde física do povo de Deus. Do mesmo jeito que Deus é santo e feliz, Ele quer que você, como filho dEle, também o seja.
Há uma perfeita ligação entre a mente, onde entendemos a santidade, e o corpo, onde carregamos a santidade. É por isso que a Palavra de Deus sempre promove tanto a inteireza da vida quanto o bem-estar dos seguidores dEle. Porque Ele deseja que você tenha saúde. Do mesmo modo que vivemos em um mundo cheio de pecados, vivemos também, num mundo de doenças e enfermidades.
Por isso, a religião é tão importante. Seu papel está relacionado com nossa natureza física, com o que comemos e bebemos e com a higiene. É impressionante, mas tudo o que acontece com o nosso corpo vai influenciar, de alguma forma, na nossa comunhão com Deus.
Quando pensamos assim, começamos a entender porque o livro de Levítico se preocupa com assuntos nutricionais. Muitas pessoas dos tempos antigos cometiam o erro de pensar que gordura animal era boa para ser comida em grande quantidade. Elas supunham que isso deixaria a pessoa forte. Como diziam eles, era uma comida que tinha “sustância”. Relativamente em tempos recentes, a medicina passou a enxergar cientificamente que esse conceito não estava certo. Mas lá no deserto, o Israel antigo já sabia que para preservar a saúde, é bom evitar comer o excesso da gordura da carne.
Será que a medicina um dia avançará, a ponto de chegar à altura da leitura de hoje? Fique com a Bíblia e você sempre estará um passo a frente do seu próprio tempo. Fazendo assim, somos felizes.


Valdeci Júnior
Fátima Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer dizer o que pensa sobre o assunto?
Então, escreva aí. Fique à vontade.
Mas lembre-se: não aceitamos comentários anônimos.
Agora, se quiser fazer uma pergunta, escreva para nasaladopastor@hotmail.com