terça-feira, 30 de abril de 2013

NÃO DESTRUA, LEIA! - 2Reis 24-25


No final do mês de abril, terminando o livro de Reis, também estamos lendo sobre o fim do reino de Judá. Hoje, temos a descrição dos tristes e últimos reinados de Judá, que foram dos reis Jeoaquim, Joaquim e Zedequias, reis que só deram “bola fora”. E daí, vem a triste descrição da queda de Jerusalém, como já estava previsto. Na realidade, quando o ser humano não procura fazer o que é certo, ele “arruma pra cabeça”, mesmo que, em sua cabeça, ele saiba que vai se dar mal. É uma sina muito triste!
O povo de Judá sabia o que não deveria fazer e evitar para que não chegasse às ruínas, como eles chegaram. Os líderes de Jerusalém sabiam o que deveriam fazer para cuidar da manutenção daqueles seres humanos, mas agiram exatamente ao contrário. De forma irônica, era o povo mais instruído da época, pois tinham a revelação especial direta de Deus. Mas não basta apenas ter a revelação de Deus. Saber das possibilidades de que se fizer algo errado, terá um preço a pagar, qualquer um sabe. Até o ladrão sabe; as pessoas equivocadas, que não têm o temor de Deus, sabem. Paradoxalmente, até os ignorantes sabem.
Em uma palestra realizada no dia 1º de março de 2008, organizada pela FAPESP, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Niles Eldredge, um biólogo muito culto, afirmou que o ser humano tem um problema sério, porque a humanidade “...explora em excesso as espécies da natureza, polui o ambiente, desorganiza os biomas ao introduzir formas de vida de um ecossistema em outro e sua população não para de crescer, aumentado ainda mais a pressão sobre os recursos globais. Ninguém quer destruir o planeta, mas estamos destruindo-o rapidamente.” Já pensou? Um evolucionista, que fala tudo ao contrário do que está na Bíblia, falando uma coisa acertada, que tem tudo a ver com as profecias bíblicas! Veja bem: “Ninguém quer destruir o planeta, mas estamos destruindo-o rapidamente.” São as pedras clamando, que Jesus avisou que falariam se Seus discípulos não fizessem alguma coisa para anunciar a mensagem profética da Bíblia.
A última frase mencionada é uma grande realidade. Ninguém queria destruir o reino de Judá, mas eles o destruíram rapidamente. E pagaram um preço muito alto. A nação foi extinta. Sei que você não quer destruir o planeta, mas provavelmente deve estar fazendo coisas que não sejam ecologicamente corretas. Você também será responsável, mais cedo que imagina, por nossa autodestruição.
Mas minha maior preocupação é se não estamos fazendo a mesma coisa com a nossa vida espiritual. Não destrua sua alma, leia a Bíblia!




Valdeci Júnior
Fátima Silva

segunda-feira, 29 de abril de 2013

ESTAMOS PASSANDO NECESSIDADE - 2Reis 22-23


Entrei em um site de busca na internet e comecei a digitar perguntas como: “que tipo de homens o mundo precisa?” Fui surpreendido com uma triste realidade: na verdade, o mundo nem sabe do que precisa. Nosso “mundão” está perdido, no sentido mais literal possível da palavra. Sabe quando se está tão perdido que não se sabe nem como começar a procurar o caminho de volta? É isso: o mundo não conhece sua própria necessidade.
Mas, nessa busca, encontrei um blog com um comentário de uma escritora norte-americana em um dos livros mais vendidos no mundo sobre educação: “A maior necessidade do mundo é a de homens. Homens que não se comprem e nem se vendam. Homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos. Homens que não tenham medo de apontar quem faz o mal. Homens que sejam tão fiéis ao dever, como a bússola é ao pólo. Homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus” (Educação, pág. 57).
Concordo com essa escritora, afinal, a maior necessidade do mundo é que haja mais pessoas de caráter, dedicadas ao serviço divino de servir a humanidade. Isso é muito raro de encontrar.
Na nossa leitura bíblica, encontramos o último homem de liderança assim no reino de Judá: Josias. Quando estamos lendo o livro de Reis, ao encontrarmos o comentário de que o rei fazia o que era mal aos olhos do Senhor, dá uma tristeza muito grande. Mas quando é de um rei que fazia o que o Senhor aprova, é muito bom. Sobre Josias, a Bíblia não fala que ele fazia apenas o que Deus aprova. Diferentemente de todos os outros homens que estiveram no lugar dele, ela faz questão de comentar: “Nem antes, nem depois de Josias houve um rei como ele, que se voltasse para o Senhor de todo o coração, de toda a alma e de todas as suas forças, de acordo com toda a Lei de Moisés” (2Reis 23:25). Isso é lindo, não é mesmo? Imagine, a Bíblia chegar a fazer um comentário diferente desse! Se você ler a história como um todo, no final do livro de Reis, verá que Josias fez a diferença. Ele reinou 31 anos e fez uma grande reforma na nação; foi o último líder de Judá. Depois dele, nenhum outro mais fez o que o Senhor aprova e os judeus nunca mais voltaram a ter uma monarquia estabelecida.
A necessidade hoje continua a mesma. A maior necessidade do mundo é a de homens fiéis ao dever e que permaneçam firmes pelo que é reto de forma inegociável. Você se candidata?



Valdeci Júnior
Fátima Silva

domingo, 28 de abril de 2013

POSIÇÃO PRA ORAÇÃO! - 2Reis 20-21


Você já fez sua oração hoje? Sim? E como você faz sua oração? Estou perguntando isso porque tem muita gente que escreve para nós, da equipe da Escola Bíblica, para perguntar se a única posição física correta para se fazer uma oração seria de joelhos. Será que só podemos orar se estivermos ajoelhados? E se fizermos uma oração em alguma outra posição corporal que não for de joelhos, será que vai ser respondida?
O que você acha? Devemos orar apenas de joelhos? Você sabe que existem alguns que chegam até o absurdo de dizer que Deus não aprova outra forma de falar com Ele, se não for de joelhos?
É interessante observarmos o seguinte: com respeito à maneira sobre como devemos orar, na Bíblia, não existe um único texto que indique ser “de joelhos” a única maneira correta para orar, mesmo sendo esta a forma padrão de se fazer uma oração. Sabe por quê? Para Deus, o que mais importa não é a posição corporal com a qual oramos; o importante é que tenhamos comunhão com Ele. De uma maneira ou de outra, nossa oração é ouvida pelo Criador quando caminhamos pela rua, nos momentos em que trabalhamos, quando oramos em voz alta, quando você ora só em pensamentos...
Justamente pelo fato de que nossa vida deve ser uma constante oração, e nem sempre vamos estar em locais apropriados para orar de joelhos, quando Jesus ensinou os discípulos a orar, não fez a mínima referência de que devêssemos orar apenas de joelhos. Se este fosse um assunto vital, será que Ele não teria mencionado?
Na leitura de hoje, vemos o exemplo de uma pessoa que não orou de joelhos, e sua oração foi atendida. O rei Ezequias estava deitado (ver também Isaías 38), virou para o canto, fez uma oração a Deus. Essa oração foi historicamente respondida. Até Jesus orou muitas vezes sem ser de joelhos.
A posição corporal ideal para se fazer uma oração é de joelhos. Mas existem momentos em que não será possível orar assim. Apesar disso, Deus ouve todas as preces, independentemente de que posição física o ser humano suplicante esteja.
Isso me leva a pedir duas coisas:
1. Ao fazer sua leitura bíblica de hoje, enquanto estiver lendo, vá orando também para que o Espírito Santo lhe mostre, através desse texto, o que faz uma oração ser realmente respondida. Combinado?
2. Gostaria de orar por você, posso? Então, independentemente de onde você esteja, eleve seu pensamento a Deus através das seguintes palavras: Deus Eterno, abençoe este filho ou filha neste momento, concedendo a Tua paz. Em nome de Jesus, agradeço, amém!



Valdeci Júnior
Fátima Silva

sábado, 27 de abril de 2013

Vejam Só a Nossa Igreja!





VOCÊ QUER QUE DEUS LHE FORTALEÇA? - 2Reis 18-19


Olá, você que me acompanha aqui Na Sala Do Pastor, lendo os comentários do ano bíblico! Como estão as coisas? Sua leitura bíblica está em dia ou atrasada? Se estiver atrasada e você tiver parado de ler, quero convidar-lhe a passar uma borracha no passado e recomeçar a partir da leitura de hoje. Daqui para frente, procure se manter atualizado. Que tal?
Aconteceu algo parecido no reino de Judá. O povo de Jerusalém tinha tido um rei que reinou por um período de 20 anos. Agora, o rei havia morrido. Então, eles precisavam começar de novo, com um novo rei chamado Ezequias. Ele era um homem bom, mas não porque tivesse algo bom em si. Você sabe o que significa a palavra Ezequias? De acordo com o Dicionário Bíblico Ilustrado de Vila Santamaria, da Editorial CLIE, essa palavra significa que Jeová fortalece, ou seja, que Deus dá força. Entendeu o porquê dele ser bom?
A partir daí, acontecem duas coisas. Podemos ver isso de forma bem clara na vida de Ezequias, quando lemos sobre ele e, também, podemos ver a possibilidade de que isso aconteça na nossa vida. Você quer que Deus lhe fortaleça?
Vejamos como Deus fortaleceu Ezequias. Ele era filho de Acaz, o rei anterior. Portanto, antes mesmo de tornar-se rei, Ezequias já estava associado ao governo desde 728 a.C. Quando começou seu reinado efetivo, como era um servo devoto de Deus, já iniciou reparando e limpando o Templo, reorganizando os serviços religiosos com os seus funcionários e celebrando uma grande Páscoa. Ele destruiu as plataformas de idolatria e acabou com as imagens que estavam sendo idolatradas.
Quando já estava em seu quarto ano do reinado, por volta de 720 a.C., seu vizinho do norte, o reino de Israel, foi invadido por alguns inimigos que acabaram com o reino. Ezequias conseguiu segurar a barra ainda por uns seis anos, no reino do sul, até que no ano 714 a.C., começaram as invasões assírias. Mas ali não foi o fim, porque quem acabou mal foi a própria Assíria.
E logo depois que Ezequias ficou doente e quase morreu, escapou por pouco, ganhando mais 15 anos de lambuja para viver, como resposta de Deus a um pedido que ele fez em oração. Por fim, em 691 a.C., o rei morreu e, no lugar dele, ficou seu filho Manassés.
Você percebe que buscar a Deus foi uma atitude que fez parte tanto dos primeiros quanto dos últimos atos de Ezequias? Isso pode nos ensinar sobre como Deus fortalece um ser humano.
Você quer que o Senhor lhe fortaleça? Siga o segredo de Ezequias. Busque a força de Deus!



Valdeci Júnior
Fátima Silva

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Jovens de Esperança! Você Vai?


SERÁ MERA COINCIDÊNCIA? - 2Reis 15-17


Na leitura de hoje, encontramos nove reis reinando sobre o povo de Deus, na Palestina, nos reinos de Judá e Israel. É pena que sete deles foram reprovados por Deus. O Senhor não gostaria de reprová-los, mas, segundo a Bíblia, eles foram reprovados porque, por suas próprias ações, fizeram o que é reprovável. Então, se alguém sabe que tal atitude é reprovável e ainda comente tal ato, o que deve esperar? Ser aprovado é que não é, concorda? Pelo menos se tiver um pouco de juízo na cabeça.
Achei essa análise interessante. Dos nove reis, sete fizeram atos reprováveis e dois procuraram fazer o que Deus aprova. Podemos ver o resultado disso no tempo de seus reinados. Alguns deles ficaram no trono só algumas semanas. Aqueles que mais reinaram foram os que fizeram o que o Senhor aprova. Isso não é curioso? Quer ver isso por si mesmo? Faça essa análise em 2Reis 15-17. Dessa análise, destaco o que mais reinou: Azarias. Foi aprovado. Começou a reinar com 16 anos e reinou 52 anos sobre Judá. Ele foi um dos únicos que fez o que o Senhor aprova. Seria mera coincidência?
Sabe, não é que Deus seja um Deus de negociações, com quem tenhamos que barganhar para nos sairmos “bem na fita”. Mas a questão é que como Ele sabe de tudo, sabe o que é bom e ruim. Sabe o que dá certo e o que não dá. O Senhor tem Seu critério estabelecido: “Olha, isso dá certo, é aprovável. Porém, isso aqui não dá certo, é reprovável.” Entende? São as coisas óbvias da vida.
Tenho um amigo que vive com medo de pegar AIDS. E é interessante o contraste quando conversamos. Eu digo: Rapaz, nunca tive esse medo. Por que será?
Ele é alguém que vive se prostituindo, e eu sou casado e pertenço a uma única mulher. Ele está num grupo de risco que eu não estou. A sociedade criou esse termo para levantar essa placa de advertência para nós. “Grupo de risco”: risco de pegar AIDS, risco de morrer mais jovem... Você já percebeu que a média de vida das pessoas está relacionada com o estilo de vida que levam? Um dia desses, morreu o homem mais velho do mundo, um índio com mais de 130 anos de idade. Antes dele morrer, perguntaram qual era seu segredo da longevidade. Sua resposta foi: “É que cuido bem do meu corpo!”
Que contraste com a baixa expectativa de vida de uma prostituta, por exemplo. Será mera coincidência? São as coisas óbvias da vida. Faça o que é aprovável, e a própria vida aprovará você!



Valdeci Júnior
Fátima Silva

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O ABRAÇO DO AMOR - 2Reis 12-14


Fico imaginando sobre como Deus olha para Seus filhos lá de cima, cada um de nós. Você já subiu em um lugar bem alto e ficou observando o que cada pessoa está fazendo, e ver os detalhes da correria das pessoas, sem que elas percebam que está olhando para elas?
Quando leio essas histórias do povo de Israel, olhando para tantos personagens e tudo o que faziam, imagino a vida de cada um e os sentimentos deles. Para mim, vendo-os através das lentes do texto bíblico, parece que estou vendo-os, como se olhasse de cima e vendo todo mundo. Veja essas pessoas com seus próprios olhos através das lentes de 2Reis 12-14. Ao pensar neles, fico imaginando como cada um expressa sua carência através dos seus atos. Assim, chegamos a uma grande realidade: o ser humano é carente. Quem não gosta de um abraço?
Onde podemos encontrar um bom abraço? Joás sabia! Em Deus, a certeza do abraço é certa. Se você comparar a biografia dele com todas as descrições dos outros personagens, verá o quanto ele foi ABRAÇADO por Deus. O fato é que todo aquele que busca a Deus, não fica sem receber um abraço. Foi isso que Joás fez. Resolveu arrumar a casa e abrir as portas da casa de Deus. Ela passou a ser a casa do abraço. Afinal, se todas as pessoas estiverem congregadas, estarão sob um mesmo abraço. Pensando nisso, Joás fez a reparação do templo.
Fiz um poema, que eu gostaria de compartilhar com você. Posso? Ele é a descrição de uma pessoa que estava perdida, encontrou a igreja e se juntou a muitas outras pessoas com a mesma experiência. Então, imagine-se nessa cena:


Eu estava lá fora, vazio
Em meu coração, sentia frio
Então eu ouvi a voz do Espírito Santo
Concedendo amor, me chamando

Vem à Minha casa
Vem esquecer sua dor
Vem com os seus queridos
Receber o abraço do amor
  
Relutei aceitar e vir
O que iriam pensar de mim?
Mas eu não resisti, lembrei de Jesus
Padecendo de amor, lá na cruz

E vim à Tua casa
Vim esquecer minha dor
Vim, com os meus queridos
Receber o abraço do amor

Reunidos aqui, cantamos
Em adoração, nos abraçamos
Nós queremos, ó Deus, de Ti receber
Doação de amor, do Teu poder

Nós, em Tua casa
Nós esquecemos a dor
Nós, com os nossos queridos
Dá-nos o abraço do amor

Bom! Abrigo em casa
Bom! Esquecer toda dor
Bom! Reunir com queridos
Receber o abraço do amor

Receber o abraço do amor
O Abraço do Amor!


Não se esqueça: Deus quer muito abraçar você.

Valdeci Júnior
Fátima Silva

quarta-feira, 24 de abril de 2013

SINA - 2Reis 09-11


Até quando uma pessoa pode seguir fazendo alguma coisa errada sem ser punida? Depende, né? Essa é a resposta. Infelizmente.
Um dia desses, eu estava ouvindo o depoimento de um excriminoso traficante, ladrão, bandido, assassino, que testemunhava da sua transformação de vida. Ele ficou por 20 anos no mundo do crime. Atualmente, já tem 14 anos que ele tem uma vida transformada, respeitada, tem faculdade e é um grande profissional numa das maiores instituições de saúde do nosso país. Mas ele foi uma exceção raríssima: uma em um milhão. Coisa difícil de acontecer. Se você que está lendo este comentário estiver pensando em fazer besteira, imaginando que talvez tenha a mesma sorte que a pessoa citada, digo-lhe: não entre nessa porque é uma fria!
Não se iluda pensando que você será o felizardo 0,01%. Mas o que chamou minha atenção na palestra desse excriminoso é que quando ele estava falando da sua sorte, disse que a média de vida de um marginal como ele era de 28 anos.
Já pensou? Enquanto temos uma expectativa de vida de uns 70 anos, um jovem que está no extremo dos atos errados tem a expectativa de que não chegará nem aos 30 anos de idade. Que coisa, hein?
Diante disso, a pergunta que fiz no início do comentário é relativa. A resposta dela pode ser “depende”, mas nem tanto. A resposta mais óbvia é a de que ela não vai muito longe. O Senhor, a vida, as pessoas, a sociedade e as consequências dos atos não deixam isso se prolongar nesse estado por muito tempo.
Dê uma olhada na leitura de hoje. Há várias pessoas, que nas leituras dos dias anteriores, vinham só reinando na desgraça dos outros e se aproveitando porque estavam no poder de fazer o que bem queriam. Seguiam fazendo uma porção de ações erradas, seguindo os próprios desejos do coração, da carne, do egoísmo e de tudo que é coisa que não presta. Penso que quem vivesse naqueles dias ficaria imaginando o quanto a vida é injusta. Enquanto um cidadão normal, que faz tudo certinho sofre, os poderosos permanecem no erro e só se dão bem? Mas o quadro muda. Jorão e Acazias morrem, os dois reis do povo de Deus, corruptos, no mesmo dia... Também, eram da mesma laia, né? Jezabel, a família de Acabe, os ministros de Baal e até Atalia também morrem.
Parece um filme de Mel Gibson, com sangue espirrando da tela. Mas não é. Esse é o simples reflexo que responde à pergunta inicial. Cedo ou tarde, cada uma das nossas ações erradas e maldosas terá suas consequências. Reflita sobre suas ações!


Valdeci Júnior
Fátima Silva

terça-feira, 23 de abril de 2013

É CADA “EXEMPLO”, VIU! - 2Reis 06-08


“Só porque ele é o tal, você vai seguir seu exemplo?” Essa é a pergunta que veio à mente quando estava lendo as últimas partes de Reis 8. Nesse livro, o que mais se espera encontrar são reis, concorda? Então, entra rei e sai rei... Há algo triste que se repete em quase todos eles. A Bíblia diz mais ou menos o seguinte sobre quase todos: “No tal ano do reinado de fulano, filho de cicrano, rei de tal lugar, beltrano, rei de Judá ou Israel, começou a reinar. E ele tinha tantos anos de idade quando começou a reinar, e reinou tantos anos na cidade tal. E ele andou nos caminhos da família dele, e...” Aí vem a parte mais triste desta sina repetitiva... “e fez o que o Senhor reprova, como a sua família anterior havia feito”. E fez o que era mal aos olhos do Senhor... Que triste!
O que considero mais triste é que aqui não está falando de qualquer pessoa. Está falando do líder, aliás, dos líderes do povo de Deus. Ou, supostos líderes do suposto povo de Deus. Ao ler a história do povo hebreu é comum encontrar isso.
Pior ainda é o fato de que a quantidade dos reis que fizeram o que era mal aos olhos do Senhor, é muito maior que a daqueles reis que fizeram o que seria reto aos olhos dEle. Desse fato, podemos tirar muitas lições, mas destaco aqui, pelo menos, uma grande lição que você pode tirar para sua vida. .
A grande lição é: não confie em qualquer exemplo, só porque alguém é o “fulano de tal”, é o líder, escreveu tal livro, fala na TV, é ator, pastor, é isso ou aquilo, então, vou fazer também. Ou se ele disse tal coisa, aquilo é lei, é verdade. Por favor, não caia nessa! Do jeito que era na Bíblia, ainda é hoje. Existem muito mais erros que acertos nos exemplos deixados pelas grandes, famosas, públicas e populares pessoas. Então, se vir alguém famoso, que é destacado na sociedade, fazendo alguma coisa ou dizendo alguma coisa, pense: aquele ato ou aquelas palavras têm muito mais chance de ser um erro, mentira, engano que uma verdade. Porém, assim como em Israel e Judá, ainda tinha algum rei que fazia o que era certo, hoje em dia também existe algum acerto aqui e ali nos atos ou palavras dos destacados da sociedade. O que precisamos é ficar de olho.
Mas não deixe de fazer sua leitura bíblica. Faça esse exercício de vida, olhando para a vida e para as palavras dos diferentes personagens bíblicos.


Valdeci Júnior
Fátima Silva

segunda-feira, 22 de abril de 2013

VOCÊ ACREDITA EM MILAGRES? - 2Reis 04-05


Você acredita em milagres? Sim? Então sua porta está aberta para que o Senhor atue no seu coração. Se não acredita, lamento, porque, dessa forma, fica difícil de o Senhor ter uma abertura para entrar na sua vida e operar um milagre. É muito triste perder a oportunidade de ver um milagre acontecer. Quem diz que não acredita em milagres, argumenta que não acredita porque nunca viu um. Só que esse tipo de gente ignora o fato de que o milagre só acontece para quem tem fé. Então, tal tipo de pessoa, na realidade, nunca viu um milagre e nunca o verá.
Certa vez, havia um mineiro de carvão que vivia bêbado. Daí, num belo dia, aquele homem das minas, alcoólatra, se converteu. Foi uma zombaria só. Os amigos dele faziam graça, palhaçada, não acreditaram na conversão dele.
Um dos seus zombadores teve mais coragem que os outros e foi tirar satisfação com ele. Chegou até ele e disse:
- Carlos, você não gostava de vinho? A Bíblia não diz que uma vez Jesus foi numa festa de casamento e lá fez um milagre? E aí, você acredita ou não que, naquele dia, Jesus transformou a água em vinho?
Então, houve um silêncio... Aquele suspense...
Carlos, o ex-bêbado, agora convertido, respondeu:
- Olha, meu amigo, muito mais importante que Jesus ter transformado água em vinho ou não, é a certeza que tenho de que, na minha casa, Ele transformou a cachaça em comida na mesa. Esse é o milagre que conheço.
Talvez você se depare com esse paradoxo nas histórias de hoje. Desde a leitura de ontem até a de amanhã, temos uma sequência de milagres. Se enquanto você estiver lendo, estiver acreditando, é porque Deus já terá feito um milagre no seu coração, vida e mente. Se não, quem está precisando de um milagre é você.
Qual a maior prova de milagres? É poder testemunhar uma transformação de vida. E Deus pode fazer isso na sua vida. Você sabe por que acredito nesses milagres do Deus da leitura de hoje? Devido aos milagres que Ele fez e faz na minha vida. Era isso que o mineiro, ex-bêbado, queria dizer: “Não vi Jesus transformar água em vinho ou transformar cinco pães num banquete para cinco mil... Mas, O vi converter um homem violento, revoltado e vingativo numa pessoa que até seus velhos amigos são obrigados a dizer assim: ‘Só um Deus para conseguir fazer isso’.”
Há pessoas violentas, corruptas, entregues a todo tipo de paixão e vício. Jesus as mudou. Elas acreditam em milagres porque os viram em suas próprias vidas.
Você acredita em milagres?


Valdeci Júnior
Fátima Silva

domingo, 21 de abril de 2013

Prêmio HSBC reconhece trabalho de servidores e escritório sede da ACSR


NOVE COLABORADORES DA IGREJA ADVENTISTA NA REGIÃO CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL FORAM PREMIADOS

[ACSR] Ontem a noite, 15, ocorreu mais uma edição Prêmio HSBC, que contemplou profissionais das sedes administrativas da Igreja Adventista no Sul do Brasil que foram destaque em 2012. O prêmio, que é uma parceria com a União Sul Brasileira, também se dirige aos escritórios que obtiveram melhores desempenhos por meio de avaliações realizadas pela instituição adventista referente aos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.
Entre as áreas contempladas pelo prêmio, estão, contabilidade, tesouraria, recursos humanos, jurídica, patrimonial, filantrópica, auditoria e informática.
Resultados
A Associação Central Sul-rio-grandense, escritório sede da Igreja Adventista na região central do Rio Grande do Sul teve nove premiados em áreas distintas, sendo que destes, cinco foram destaque pelo primeiro lugar, dois pelo segundo, e outros dois, pelo terceiro. Os ganhadores das modalidades ganharam troféus e prêmios de reconhecimento.
Os resultados da avaliação técnica também contabilizaram o escritório sede da ACSR como sendo o que mais teve destaque em 2012, chegando novamente ao 1º lugar. (Veja como foi a avaliação técnica, clicando AQUI).
Para o diretor financeiro da ACSR, Márcio Silva, trabalhar por um objetivo maior já se traduz como motivação principal dos profissionais, e isto fica visível quando resultados missionários são evidenciados. "Creio que a maior motivação de cada avaliado é sem dúvida o fato de que trabalha para Deus, mas receber uma importante comitiva vinda da União Sul Brasileira, para conferir, conceder nota e reconhecer a excelência de nossos servidores, é gratificante e, ao mesmo tempo, nos confere altíssima responsabilidade, já que sempre temos o que melhorar", declara.
Wesley Mazzo, contador do Serviço Educacional de Lar e Saúde (SELS) na sede administrativa da região central do Rio Grande do Sul, acredita que o reconhecimento é importante, mas concorda com Márcio no sentido de que o objetivo do trabalho é o principal benefício. "É bom saber que nosso trabalho é valorizado. Isso nos motiva a alcançarmos maiores metas e realizações. Mesmo assim, o maior beneficio é poder dedicar seu tempo integral para a obra de Deus, onde seu maior objetivo é salvar vidas", afirma.
Confira a lista de premiados da ACSR e suas respectivas áreas:

1º lugarEliézer Santos (Tesoureiro assistente de Educação)
Phelipe Contri (Contador Associação)
Leandro Oliveira (Tesoureiro assistente SELS)
Luciele Gonçalves (Recursos humanos)
Wesley Mazzo (Contador SELS)
2º lugar
João Ortiz (Tesoureiro assistente da Associação)
Mirian Daiana (Remessa de fundos)

3º lugar
Moisés Ribas (Contador Rádio)
Wilson Silva (Contador de Educação)
O reconhecimento dos melhores do ano no Sul do Brasil por meio de uma cerimônia de premiação começou em 2008. Com a expansão do projeto a partir da maior visibilidade do contexto administrativo da Igreja Adventista neste território, em 2010 ocorreu a parceria com o HSBC, atribuindo um significado ainda mais sólido a proposta.

QUER RESPEITO? - 2Reis 02-03


Você quer ser uma pessoa respeitada? Então, quero lhe apresentar algo muito interessante que descobri na leitura bíblica de hoje. Existe um verso bíblico memorável, que muitos cristãos gostam de falar de cor: “Tenham fé no Senhor, o seu Deus, e vocês serão sustentados; tenham fé nos profetas do Senhor, e terão a vitória.” Você sabe onde está escrito esse verso? Imagino que você deve estar pensando: “Na leitura de hoje!” Se sim, quero dizer que sua resposta está redondamente errada! Está em 2Crônicas 20:20, mais de 70 páginas à frente da nossa leitura atual. Só o leremos no dia 15 de maio.
“Ué, pastor,” - você deve estar pensando - “mas por que, então, ler esse texto hoje?”
É o seguinte: o rei Josafá, que foi um rei muito respeitado, do reino de Judá, que ficava ao sul da Palestina, sempre é lembrado por causa desse verso, que são as palavras dele, quando ganhou a guerra contra os moabitas, amonitas e meunitas, usando a estratégia do louvor (ver 2Crônicas 20). Muitos só se lembram de Josafá ali, porque ele acreditou em um homem que profetizou naquele dia.
Perceba que Josafá também apareceu na leitura de ontem, quando subiu do sul para o norte para ajudar o rei Acabe a lutar numa guerra. Na leitura de hoje, mais uma vez, vemos Josafá subindo para ajudar o rei do Norte, o rei de Israel. Só que o rei, agora, era o filho de Acabe, Jorão. Em 2Reis 2 e 3, o rei Josafá aparece numa guerra, também, contra os moabitas. Mas o interessante é que do mesmo jeito que em 2Crônicas 20 fala que Josafá deu ouvidos a um profeta de Deus, no final de 1Reis, fala que quando Acabe queria guerrear contra Ramote-Gileade, Josafá fez questão de que antes consultasse um profeta do Senhor. Novamente, da mesma forma, em 2Reis 3:11, Josafá faz a célebre pergunta: “Será que não há aqui um profeta do Senhor para que possamos consultar o Senhor por meio dele?”
Grande Josafá! Esse personagem deveria ser mais lembrado, explorado, estudado, porque ele é um exemplo para nós. Embora não sendo tão lembrado, veja o que Eliseu falou ao perverso Jorão sobre Josafá: Jorão, eu juro, “pelo nome do Senhor, que se não fosse por respeito a Josafá, rei de Judá”... Não continuarei lendo. Esse é o destaque. Josafá foi alguém muito respeitado porque sempre procurou pautar sua vida, seguindo os conselhos dos profetas. Você quer ser alguém respeitado? Leia sobre esses grandes profetas. Josafá tem uma biografia muito bonita na Bíblia.
E esse é o mesmo respeito que Deus quer dar para você.



Valdeci Júnior
Fátima Silva

sábado, 20 de abril de 2013

Impacto Esperança Em Caxias do Sul Tem Continuação

Centenas de pessoas da Igreja Adventista Central De Caxias Do Sul Iasd estão entregando, em cada livro, um convite: milhares e milhares, hoje à tarde, nos principais parques do nosso centro urbano.

Frente do Convite:


Verso do Convite:


Vejam Só O Que Anda Acontecendo na Igreja!





DO JEITO CERTO? - 1Reis 22 - 2Reis 01


Você tem procurado ouvir a voz de Deus do jeito certo ou errado? Talvez alguém questione: “Como assim, pastor?” Na nossa leitura bíblica, podemos aprender sobre isso através das lições tiradas da história de hoje. Pode acontecer de duas formas.
A primeira maneira de ouvir a voz de Deus de forma errada seria “ouvir a voz de Deus”. Parece estranho? Eu explico: é quando alguém pensa que está ouvindo a voz de Deus, mas, na realidade, não está ouvindo coisíssima nenhuma. Isso foi o que aconteceu com Acabe em 1Reis 22:1-6. E olha que era a voz dos profetas, hein? Era exatamente o que o rei, no fundo, gostaria de ouvir. Às vezes, acontece isso conosco. Procuramos ouvir o que queremos ouvir e ainda forçamos a barra para querer dizer que isso é de Deus. Porém, na realidade, a busca está sendo na fonte errada.
A segunda maneira de ouvir de forma errada seria torcer o sentido daquilo que Deus disse. Sabe quando a pessoa dá um jeitinho de forçar a Palavra de Deus para defender uma ideia própria? Outro dia, assisti a uma reportagem de um pastor impostor que o Fantástico mostrou. Ele lia a palavra “adúltera” sem o acento agudo para dizer que em Oséias tinha uma ordem para ele adulterar com a mulher do próximo. Adúltera, sem o assento, vira um verbo imperativo: “adultera”.
Na história de hoje, o rei também deu um jeitinho de burlar a Palavra do Senhor. Ele raciocinou: “Bem, se quem vai morrer é o rei, então é só eu ir vestido como súdito e Josafá como o rei. Assim ele morre no meu lugar.” O que ele não raciocinou é que, para Deus, o que importa não é a roupa que vestimos, e sim, quem somos.
É perigoso ouvir a voz de Deus da maneira errada, pois não adianta fugir da verdade. Quer queiramos ou não, a Palavra de Deus se cumprirá do jeito dEle e não do nosso. Queiramos ou não, a Palavra do Senhor se cumprirá e pronto. Acreditemos ou não, gostemos disso ou não. E essa é uma lição que precisamos aprender. Estamos vivendo em dias muito importantes da história deste planeta. Daqui a pouco, o destino de todo mundo será colocado em “xeque”, igual aconteceu com cada um desses reis da nossa história bíblica. E quer queiramos ou não, teremos apenas uma das duas opções que Deus tem planejado para o ser humano. Não adianta querer escapar. Seu destino será determinado de acordo com a maneira que você ouve a voz de Deus.
E você? Está ouvindo a Deus do jeito certo?



Valdeci Júnior
Fátima Silva

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Impacto Esperança


DIA DO ÍNDIO: HÁ QUE RESPEITAR - 1Reis 20-21


Você sabe que dia é hoje? É o dia do índio! Ao refletir sobre o porquê de comemorarmos o dia do índio neste dia, percebi que a origem dessa comemoração e a leitura bíblica de hoje têm algo em comum.
O dia do índio vem da cidade de Patzcuaro, no México. Segundo a FUNAI, o órgão do governo brasileiro que estabelece e executa a Política Indigenista, conta que em 1940, lá no México, os grandes políticos resolveram realizar o que seria o I Congresso Indigenista Internacional. O objetivo era debater assuntos relacionados às sociedades indígenas de cada país, o que defenderia os direitos dos índios. Para isso, foram convidados líderes indígenas e representantes de todos os países do continente americano.
Entretanto, os índios, os principais motivos do evento, fizeram questão de não comparecer ao convite de honra. Afinal, por muito tempo, ao longo de sua história, foram perseguidos, traídos, maltratados e massacrados pelo homem branco.
Vários e insistentes convites foram feitos na tentativa de fazer com que os índios participassem daquele congresso. Até que, ao fim de alguns dias, na medida em que os índios, desconfiados, se inteiravam dos reais propósitos da reunião, resolveram participar de forma efetiva.
Esse momento, por sua importância na história do indigenismo das Américas, motivou os congressistas a instituir o dia 19 de abril como o “Dia do Índio”. E assim foi instituído.
Se der uma olhada na leitura bíblica de hoje, você verá o mesmo drama acontecendo há alguns milênios antes da existência de tensão entre o homem branco e o índio: a triste e velha história da hostilidade entre a humanidade. Ben-Hadade atacando Samaria, a derrota de Ben-Hadade, a maldade de Jezabel para com Nabote... Não é de hoje que o ser humano se aproveita do poder que tem nas mãos para, de forma desumana, acabar com seu semelhante. O que podemos aprender ao ler sobre esses conflitos?
O site www.brasiloeste.com.br responde isso, quando comenta esse contexto histórico do surgimento do dia do índio: “Se por um lado é importante ter uma data para que a sociedade nacional comemore e reflita sobre as sociedades indígenas, por outro lado é lamentável que as atenções estejam voltadas para esses povos por apenas um dia... O ideal é a conscientização de que é preciso construir um cotidiano de convivência pacífica, de respeito e aprendizado mútuo.”
O rei Acabe entendeu esse recado, procurou a Deus e se dispôs a viver humildemente em paz com as pessoas próximas dele. Como? Leia os capítulos de hoje. O legal foi que Deus o ouviu e o livrou da maldição. E você, o que fará diante disso?



Valdeci Júnior
Fátima Silva

quinta-feira, 18 de abril de 2013

A VIDA COMO ELA É - 1Reis 17-19


Recebi uma ligação telefônica de uma filha de Deus, que durou uma hora e vinte minutos. Depois que enxugou as lágrimas, ela me disse que sua angústia era porque estava voltando para Jesus. Fiquei encabulado, porque, que eu saiba, voltar para Jesus é algo bom. Longe de Jesus há oito anos, durante esse tempo, sempre pensava que quando quisesse voltar para a igreja seria fácil. Mas, agora, o problema é que ela havia descoberto que a volta é muito mais dolorosa.
Essa moça tinha muitas dores no coração. Uma delas, a dúvida. Enquanto ela estava fiel à fé na qual tinha crescido e sido educada, possuía um coração puro. Depois de conhecer da “árvore do conhecimento do bem e do mal”, não tinha mais aquela pureza e clareza de mente que lhe ajudaria a saber o que é certo. Como conheceu tanta coisa no mundo lá fora, tinha uma angústia muito grande por ter muitas dúvidas.
Comecei a tirar-lhe as dúvidas, e a conversa foi ficando longa. Percebi que ela demoraria alguns meses para resolvê-las, então, ao invés de ficar respondendo perguntas, recomendei alguns livros para ler, cursos para assistir e disciplinas pessoais que deveria adquirir, para, ao longo do tempo, resolver-se neste assunto de religião. No fim da conversa, disse: “Minha amiga, lembre-se: mesmo depois que você resolver-se neste assunto da fé, que é uma área importante da sua vida, ainda terá duas coisas: a primeira é que você ainda terá perguntas não respondidas. Todo cristão tem. Eu também tenho! A segunda é que sua vida não será um mar de rosas. Céu, só no Céu. Entendeu?” Ela agradeceu e depois que oramos juntos, desligou o telefone, não com todos os seus problemas resolvidos, mas com a paz de Jesus no coração.
A leitura de hoje mostra a vida como ela é. Veja a experiência de Elias em 1Reis 17-19. Nela, esse servo do Senhor expressa exatamente o que é ser um cristão e não o que se mascara falsamente. A falsa teologia, chamada de teologia da prosperidade, prega um “cristianismo-mentira”, onde tudo daria certo na vida da pessoa. Deus o sustenta, mas também o prova. Como filho de Deus, ele prega. Deus o desafia. O ministério dele tem sucesso, mas também é perseguido. Parece que Deus desaparece, e então Elias fica com medo. Depois de um tempo de silêncio, Ele reaparece a Elias, e a vida continua. Finalmente, Elias deixa outro para ser seu suceder.
A vida de um cristão não é exatamente assim na vida real? E qual é a vantagem? Elias está no Céu. Lá sim, é o verdadeiro céu.


Valdeci Júnior
Fátima Silva

REVIRAVOLTAS - 1Reis 15-16



Ontem foi dia 17 de abril! Como o ano está passando rápido, não é mesmo? Mas, por outro lado, ainda estamos só no começo do ano. O bom é que ainda podemos planejar muitas coisas para ele. Ainda temos 257 dias para, quem sabe, fazer um projeto e executá-lo. São muitos dias! Pense bem nisso, no dia de hoje. Talvez sua vida pode dar uma reviravolta ou, pelo menos sabe, ter um algo a mais, diferente, de bom, que seja acrescentado na sua vida, durante este ano a partir desta data. Um dia comum pode tornar-se especial, embora talvez não esteja conseguindo enxergar isso agora.
No dia 17 de abril de 1521, Martinho Lutero foi excomungado da igreja tradicional na qual ele havia nascido, mas que era uma igreja que estava apostatada e levando o povo à apostasia também. E que “bênção” foi aquela - a excomunhão. Ali estava nascendo o protestantismo que, apesar de não ter sido 100% perfeito, porque nada neste mundo é, era o plano de Deus para salvar o cristianismo que estava afundado num monte de erros. Graças a Martinho Lutero, aos outros grandes reformadores e ao protestantismo, temos uma compreensão ampla da revelação da Palavra de Deus como nunca houve no cristianismo. Escapamos daquela vida religiosa sofrida e sem sentido na qual a igreja tradicional estava se chafurdando.
Neste dia, você também pode ler sobre muitas reviravoltas na Bíblia. No livro de Reis há uma sequência de narrativas de reinados - que entra rei, sai rei, entra rei, sai rei, entra rei, sai rei – e, às vezes, o leitor superficial fica quase tonto. Cada rei novo que entrava, era uma reviravolta. E o curioso é que pouco tempo antes, existiram reinados estáveis, como de Davi e Salomão.
Como sei que pode parecer meio confuso pelo fato de estar falando do reinado de Judá e, daqui a pouco, já entra falando do reinado de Israel, vou tentar lhe ajudar nisso para que você consiga obter maior conhecimento sobre esses detalhes.
Bem, copie a história dos reis da seguinte forma: em uma folha, você coloca o título do reino de Israel e copia as histórias, resumindo, é claro. Comece com os reinados de Saul, Davi e Salomão. A partir daí, você divide a folha em duas colunas, uma para o reino de Judá e outra para o reino de Israel. No decorrer da leitura bíblica, insira nas colunas todos os reis que encontrar. Dessa forma, conseguirá ter uma visão geral do todo bem melhor. Essa será mais uma reviravolta na sua compreensão bíblica, para melhor, é claro.
ACEITA O DESFIO? ENTÃO, MÃO NA MASSA!


Valdeci Júnior
Fátima Silva

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Formação de escolas nas igrejas deve fortalecer Ministério da Música na região central do RS




DIRETORES DE CAXIAS DO SUL E PORTO ALEGRE DEVEM INVESTIR NO APRIMORAMENTO DO TRABALHO PARA MELHOR DESENVOLVIMENTO DOS DONS E DA ADORAÇÃO



[ACSR] Em 2013, quatro áreas específicas devem ser trabalhadas pelo Ministério da Música da Igreja Adventista na região central do Rio Grande do Sul. De acordo com a professora Dione, líder do Ministério, grupos de louvor, corais jovens, performance instrumental nos cultos (substituindo os tradicionais playbacks) e formação de escolas musicais devem ter uma ênfase maior em relação a iniciativas.
Ainda assim, em duas reuniões que ocorreram com os diretores de música da região serrana e de Porto Alegre no fim de semana, a maior necessidade exposta em relação as quatro áreas, foi a do aperfeiçoamento na formação de novos músicos e daqueles que já executam este trabalho voluntariamente nas igrejas.
O objetivo é melhorar a adoração nos cultos e reuniões das igrejas e ao mesmo tempo, dar oportunidade para que jovens interessados participem utilizando seus dons para Deus.
Encontro de músicos
Outro assunto citado foi o Encontro de músicos, que deve acontecer em novembro no território da Associação Central Sul-rio-grandense, com participação de palestrantes especiais que devem lidar com temas filosóficos e práticos do ministério.
Por William Vieira

terça-feira, 16 de abril de 2013

Servidores e alunos do Colégio Adventista de Caxias do Sul realizam musical sobre vida de Jesus


NOVE CENAS DA VIDA DE JESUS FORAM REPRESENTADAS POR CERCA DE 300 PESSOAS EM DUAS SESSÕES

[ACSR] Caxias do Sul - Nos dias 26 e 27 de março, a Escola Adventista de Caxias do Sul realizou um programa especial alusivo à páscoa. Intitulado "Paixão: um musical de esperança", o programa tratou de demonstrar o ministério de Jesus por meio de nove cenas envolvendo milagres e, principalmente, o sacrifício feito em favor da humanidade. Cerca de 300 pessoas participaram, entre alunos e convidados, desempenhando diferentes papéis para levar o público a imaginar como era a vida nos dias de Cristo.
Somando sessões das duas noites, a estimativa é de que mais de 500 pessoas tenham, de fato, prestigiado a programação. De acordo com o diretor da escola, Ronaldo dos Santos, ao término do evento, notou-se pelas manifestações de diversas pessoas que o projeto realmente alcançou seu propósito. "Alguns, visivelmente emocionados, agradeciam pela oportunidade de reflexão que o programa proporcionou", conta.
Um exemplo disto é Elida Almeida, mãe de um aluno do 3° ano do Ensino Fundamental, que elogiou o programa. "Inspirador, para dizer o mínimo. Excelente testemunho em uma ocasião de renovação, bem no propósito da data. Sinto-me orgulhosa por meu filho e meus sobrinhos estudarem nesta instituição", declara Elida, parabenizando toda a equipe de participantes.
Palestra
Em sequência das reflexões em torno do período da páscoa, na manhã de quinta-feira, 28, alunos participaram de uma palestra sobre a origem da data e o significado de alguns emblemas, como por exemplo, a Santa Ceia. Quem ministrou o assunto foi o pastor Valdeci Júnior, responsável pela Igreja Adventista Central de Caxias do Sul.
Pelo fato da páscoa ter uma origem ligada a libertação, Valdeci fez uma aplicação para os dias atuais em torno de que, cada indivíduo precisa se libertar de algo para viver melhor. "Cada um de nós tem alguma coisa que nos prende ou nos amarra, impedindo de ser o que gostaríamos de ser; se pedirmos à Jesus, Ele nos ajudará a vencer", concluiu o pastor.
Os alunos ainda foram presenteados com cordeiros de pelúcia e sucos de uva, para se lembrarem da importância da verdadeira páscoa.
(Informações: Ronaldo dos Santos, diretor da Escola Adventista de Caxias do Sul)
Por William Vieira

Mulheres adventistas de Caxias do Sul recebem orientações para atuação em diversas frentes da igreja


MINISTÉRIOs DA MULHER, DA RECEPÇÃO E DAS DIACONISAS PADRONIZAM SUA BASE FILOSÓFICA E PRÁTICA A PARTIR DE REAVIVAMENTO E EVANGELISMO


[ACSR] Caxias do Sul - Como já havia acontecido em Porto Alegre, um treinamento para mulheres aconteceu na Igreja Adventista Central de Caxias do Sul, na tarde do dia 13 de abril, para líderes do Ministério da mulher, da recepção e, inclusive, integrantes do Ministério das diaconisas das igrejas da região serrana.
Neste ano, o Ministério da Mulher deve enfatizar o trabalho de difusão da palavra de Deus através de estudos bíblicos ministrados pelas participantes, além dos tradicionais chás evangelísticos, que são confraternizações onde mulheres da igreja convidam amigas para reuniões especiais e informais, com a pretensão de levá-las ao conhecimento da palavra de Deus em contatos posteriores.
Os ministérios de Recepção e Diaconisas devem investir em trabalhos de visitação, sendo o primeiro mais focado na relação com amigos visitantes (integrando os interessados ao corpo da igreja por meio do contato constante), enquanto que o segundo, deve se concentrar em visitar novos membros, doentes, idosos, membros afastados, ou pessoas que estejam passando por problemas físicos e familiares, além é claro, dos fracos na fé.
Por William Vieira,

ENGANADÍSSIMOS! - 1Reis 13-14


Você já percebeu que existem coisas que não temos medo que aconteçam conosco por pensarmos que são coisas que só acontecerão em um futuro distante e não agora? Um exemplo: quando a Bíblia fala do fim do mundo, um pouco antes da volta de Jesus, relata o surgimento de uma apostasia e de um anticristo que vão enganar, se possível, até os escolhidos. Muitas vezes as pessoas ficam tranquilas, pensando que não correm esse perigo, pois isso é só para quando o mundo acabar e não agora. Está tudo tão normal, né?
Sabe, o perigo não é só o fato de que a volta de Jesus aconteça para essa pessoa antes que ela espere. O maior perigo é a insensibilidade, que pode trazer a morte para uma pessoa enquanto ela ainda está respirando. Na leitura de hoje, mostra um profeta mentindo. Alguém visto como homem de Deus, idoso, respeitado. O curioso é que não enganou qualquer pessoa mal instruída. Ele enganou o mensageiro oficial de Deus no reino. Imagine! Alguém que fala em nome de Deus, mas não é de Deus e engana, se possível, até os escolhidos. Só no fim dos tempos?
Essa história aconteceu há quase três mil anos. E a Bíblia ensina que isso acontecerá novamente agora, nos últimos dias da história da Terra. Tome cuidado! Se até um homem mensageiro oficial de Deus foi enganado, que segurança podemos ter se confiarmos em nós mesmos? Como escreveu São Mateus, nem todo aquele que diz Senhor, Senhor, entrará no reino dos Céus, mas somente aquele que faz a vontade de Deus. E que vontade é essa? Isaías responde, quando fala sobre os profetas: “Têm que estar de acordo com a lei e o testemunho”, que são a verdadeira característica do povo verdadeiro de Deus: guardam os mandamentos de Deus e o testemunho de Jesus. Então, se alguém aparecer por aí dizendo que tem uma revelação, um sonho, uma profecia, um recado de Deus, avalie bem a mensagem e a pessoa. Essa pessoa guarda os mandamentos de Deus? Dá um verdadeiro testemunho de Jesus? Acredita no Espírito de Profecia segundo a Bíblia? Se não, lembre-se de que maldito é o homem que confia no homem.
Às vezes, as pessoas ficam perguntando por que os reinados de Israel, com Davi e Salomão foram tão bons e como pôde haver um contraste tão grande em tão pouco tempo com tantas coisas ruins, com praticamente todos os reis sucessores. Veja como tudo começa. Dê uma olhada em 1Reis 13-14, é só mentira e enganos! Quem diz que a mentira não leva a nada está mentido. A mentira leva à morte.



Valdeci Júnior
Fátima Silva

segunda-feira, 15 de abril de 2013

UMA MULHER PODE SER... - 1Reis 11-12


Assim que criei o meu perfil de Orkut, o meu espaço pessoal na internet, criei um álbum de fotos intitulado: “Minhas Três Mulheres” – as três mulheres da minha vida. Nessa época, eu ainda não era pai, então, as três pessoas mais chegadas a mim eram a minha mãe, esposa e irmã, todas mulheres. E o interessante foi que assim que minha esposa ficou grávida, e não sabíamos ainda o sexo do bebê, comecei a pensar: será que é menina? Se for, como ficarei dentro dessa casa, sozinho, como homem? Daí comecei a imaginar o possível aumento populacional feminino da minha família e como elas estavam predominando no meu mundo. Minha esposa, minha mãe, minha irmã, e agora minha filha? Mas eu escapei por pouco e, para meu filho, pude criar o álbum do garotão no meu Orkut.
Mulheres, mulheres, vocês hein? Podemos até pensar na possibilidade da existência de alguém do sexo feminino sem presença masculina, mas o contrário não tem como. É impossível a existência de alguém do sexo masculino sem a presença feminina na sua vida, porque já nascemos de uma mulher. E as mulheres estão presentes na nossa vida de várias formas diferentes. É a mãe, são as irmãs, é a namorada, a esposa, as filhas, as tias, avós, amigas, primas, colegas, vizinhas, e o encanto não termina. E olha, para você que é mulher, digo que a vida sem vocês, além de ser impossível, seria algo terrível. Já estudei em salas de aula onde não havia uma única mulher. Que horror! Você, mulher, é um grande presente de Deus.
Agora, quero falar para você que é macho. Cuidado com essa masculinidade, viu? Assim como a mulher (ou mulheres) pode ser uma bênção na sua vida, também pode ser a maior fonte de maldição, originadora das suas ruínas e desgraças pessoais. Duvida disso? Veja o personagem da leitura de hoje. Salomão nasceu de uma mulher chamada Bate-Seba, uma rainha. Ele tinha irmãs. Quis casar com uma mulher importada do Egito, filha do Faraó. Começou casando errado, com uma mulher que Deus não recomendaria. No começo de 1Reis 11 tem a descrição das mulheres da vida de Salomão, só para descambar para o fim do capítulo e mostrar como as mulheres foram uma maldição na vida dele. As consequências terríveis continuam no capítulo 12.
Compensa seguir os conselhos de Deus de que devemos nos casar com alguém que não seja um jugo desigual, sermos casados apenas com uma pessoa e fiéis a esse casamento por toda a vida. Isso sim será uma bênção divina, dada pela presença feminina que pode encantar o viver.


Valdeci Júnior
Fátima Silva

domingo, 14 de abril de 2013

VAI ACONTECER - 1Reis 09-10


Você quer que o Senhor se manifeste na sua vida? Se tem acompanhado o comentário e prestado atenção, deve perceber que estou preocupado com sua vida devocional. Gosto de dar dicas de como fazer sua devoção e tornar sua leitura bíblica mais interessante. Faço isso porque o meu desejo é que sua vida devocional não seja só um momento de vinte minutos em que você vai para um canto e faz uma leitura bíblica e uma oração. Desejo muito mais que isso para você: que a sua vida, sua rotina diária, todos os seus momentos, sejam, na realidade, um contínuo andar com Jesus. Você está lavando o carro, mas está com Jesus ali, em relacionamento com Ele. Ao andar pela rua, está em sintonia com Jesus. A presença de Deus passa a ser uma coisa constante no seu viver, embora você esteja na correria do dia-a-dia.
Dessa forma, o Senhor se manifestará na sua vida. Mas isso começa com o momento a sós com Deus de leitura Bíblia, culto devocional, momento especial de oração, como destaquei ontem. Perceba que depois que Salomão gastou tempo em oração profunda, conversando sobre tudo, todos os detalhes, e dedicou tudo a Deus (veja a leitura de ontem - 1Reis 8), perceba o que aconteceu no capítulo 9, na leitura de hoje. O título é “O Senhor aparece a Salomão”.
Pense: Deus não apareceu só para profetas ou sacerdotes. Ele apareceu para Salomão, que era um político, governador do povo. Ou seja, não é só pastor, padre, bispo, ancião, diácono, monge ou pessoas do tipo que têm o acesso a Deus e a oportunidade que Ele se manifeste em sua vida. Essas pessoas, é claro, gastam mais do seu tempo ou até o tempo todo, trabalhando com as coisas de Deus. Mas você também, que tem sua profissão secular, corrida da vida, seja no escritório, no volante, na administração, na limpeza, na cozinha, na pesquisa, no campo, na construção, seja onde for, é na sua vida que Deus quer se manifestar. O Senhor pode aparecer para você também.
E seguindo com a nossa leitura, vemos os feitos de Salomão e a grandiosidade que esses feitos tiveram. Salomão, depois que cuidou, deu atenção e tempo para tudo o que era sagrado no lugar separado para se encontrar com Deus; ao se abrir em oração e dedicar tudo, e depois de Deus ter se manifestado na sua vida, ele pôde fazer coisas grandiosas para o Senhor.
Isso é o que desejo para você. Separe tempo e lugar especiais. Leia a Bíblia, ore, dedique-se a Deus, olhe para Ele. Jesus se manifestará na sua vida.


Valdeci Júnior
Fátima Silva

sábado, 13 de abril de 2013

LIÇÕES DE COMUNHÃO - 1Reis 07-08


Quero repetir hoje algo que comentei ontem. Na verdade, é um conselho. Recomendei a você que lesse esses trechos da Bíblia onde trata acerca da construção do templo, do palácio e todos os detalhezinhos das obras de Salomão em uma versão bíblica bem moderna. Isso é importante porque há muitas medidas, pesos, detalhes, nomes de peças, nomes de partes da construção. Se você ler em uma versão que traga toda essa nomenclatura numa linguagem que não seja entendível, não terá um bom aproveitamento da leitura como poderia ter.
Temos a desvantagem de não ter acesso tão fácil aos textos originais e não sabermos falar grego e hebraico fluentemente, o que nos faz depender das traduções da Bíblia. No entanto, isso também é uma vantagem. Podemos ter várias versões para compará-las e assim, podermos ter uma visão melhor do assunto e entendê-lo melhor. Por exemplo: se a Bíblia tivesse sido escrita no Brasil há dez anos. É óbvio que teríamos apenas uma versão bíblica com, no máximo, alguma reedição com correções de digitação. Não teríamos tantas opções de versões para fazermos comparações. Afinal, ao lermos um texto bíblico nas mais diferentes versões e compará-las, crescerão nossa visão e compreensão sobre o assunto.
Mas tenho mais duas dicas que quero lhe dar para o seu momento de leitura bíblica. Elas vêm da leitura de hoje. Em primeiro lugar, dê uma olhada em 1Reis 7 e início do capítulo 8 sobre a importância que aquele povo dava para os utensílios e lugares sagrados. Esses objetos eram muito importantes para eles. Perceba como eles lidavam com as coisas sagradas. Embora sendo um simples objeto, se era parte da adoração, então era tratado de forma diferenciada, com um respeito que, na realidade, refletia o respeito que estava sendo dado a Deus. Depois que você ler e aprender sobre como era o trato para com os utensílios sagrados, pense: como você trata suas coisas sagradas? Com que tipo de respeito você manuseia sua Bíblia? Tem um lugar especial na sua casa para se encontrar com Deus? Isso está diretamente relacionado com o próprio respeito que você dá a Deus.
A segunda dica que quero lhe dar para o seu momento especial da sua leitura diária da Bíblia, seu momento especial com Deus, vem do final do capítulo 8 de 1 Reis. Ele tem a ver com o espírito da adoração. Leia a oração de Salomão com espírito de oração. Medite bem e tente “entrar no clima”. Quanta profundidade! Quanta santidade! Quanta intimidade com o sagrado! Que abrir de coração.
Quando se aproximar de Deus, pela leitura Bíblia, faça isso também em oração.


Valdeci Júnior
Fátima Silva

sexta-feira, 12 de abril de 2013

CONSTRUÇÃO DA ALVORADA - 1Reis 05-06


Quando eu morava em Brasília, de vez em quando, tinha que ir ao Palácio da Alvorada. Então, sempre que recebia um visitante, parente ou amigo que viesse de longe, eu servia de guia turístico. Ao fazer a visita, a pessoa queria conhecer a casa do presidente. Você já foi lá? Se não, imagino que já tenha visto o Palácio da Alvorada, pelo menos, pela televisão.
Você sabe que o Palácio da Alvorada, que é a residência do presidente da República, foi inaugurado em 29 de junho de 1958? Portanto, se acha que está morando numa casa velha, pergunto: sua casa tem mais de meio século de construída? A casa dele tem mais de cinquenta anos!
Quanto ao seu tamanho, a área do Palácio da Alvorada ocupa dez mil metros quadrados. Já pensou? Só de área construída são sete mil e trezentos metros. É uma casa comprida. Tem cento e dez metros de comprimento por apenas trinta de largura, e o pé direito do mezanino mede nove metros.
Seu jardim é muito interessante. Há um caminho tortuoso, criado por um paisagista japonês, que percorre seis quilômetros sem repetir o percurso.
Mas a essa altura, você deve estar questionando: “E daí?” Essa é justamente a pergunta que me leva à preocupação quando penso em outra construção de patrimônio nacional, mas que é muito mais importante, porém é esquecida. O Palácio da Alvorada, pelo menos, é mostrado na TV de vez em quando. Essa construção praticamente não é comentada por nenhuma mídia. É por isso que resolvi falar da sua importância nesta mídia. E não venha me dizer “e daí?” para ela, ok? Mas sei que você não faria isso porque gosta de ler o comentário do “Por Dentro da Bíblia” por tratar justamente da Palavra de Deus. Aliás, a construção da qual estou falando está na leitura de hoje.
Gostaria de lhe dar uma dica. Você permite? Faça sua leitura de hoje usando a “Bíblia Nova Tradução na Linguagem de Hoje” ou “Nova Versão Internacional”. No capítulo cinco, você verá os preparativos de Davi e Salomão para que o templo do Senhor fosse construído. Em 1Reis 6, encontrará a real descrição da construção do Templo. Como é algo bem detalhado, lhe incentivo a ler o texto bíblico em uma versão moderna. Tente imaginar, rabiscar, desenhar e, se possível, até pintar essa construção. Por estar envolvido com essa planta, na realidade, ao fazer a leitura, você estará plantando a fé e a solidez espiritual dentro do seu coração, além de continuar a construção do seu relacionamento com Deus. Meu desejo é que essa construção faça nascer-lhe uma nova alvorada!


Valdeci Júnior
Fátima Silva

DE PÉ NAS RUÍNAS - 1Reis 03-04


Houve um cara que era famoso e religioso. E tem muita gente que acha que a religião não é importante. Será? Hoje, quero apresentar-lhe alguém cuja vida e obras podem nos levar a refletir o que queremos definir para a nossa vida. E isso tem tudo a ver com a religião. Quer conhecê-lo?
Ele foi o mais célebre dos reis de Israel, o terceiro na lista dos monarcas e o segundo dos cinco filhos que Davi teve com Bate-Seba. Este foi Salomão, que deve ter reinado por volta de 971 a 931 a.C. Provavelmente tenha nascido em Jerusalém, bem antes que Davi chegasse ao final de seu reinado, mas que só aparece em cena mais tarde.
Davi tinha prometido a Bate-Seba que Salomão seria o sucessor, todavia a sucessão não foi anunciada oficialmente. Então, Adonias se proclamou rei pelo fato de que era o mais velho dos irmãos que, na ocasião, estavam vivos. Mas diante dessa pressão e dos posicionamentos de Natã e Bate-Seba, Davi mandou ungir Salomão e colocá-lo no trono, embora houvesse outra proclamação e unção por Davi, de maneira mais formal e pública, um pouco antes dele morrer.
Por ser mais sábio que todos os seus contemporâneos, Salomão foi reconhecido como um grande intelectual israelita. Em nenhum outro tempo da monarquia houve tanta oportunidade de contatos internacionais, tampouco tanta abundância e paz que inspirasse tantas obras literárias. Ele teve tempo para pensar. E além disso, a sabedoria concedida por Deus ajudou Salomão a receber honras e riquezas também.
O sábio começou a construir o templo em 966 a.C. Para tanto, gastou apenas poucos anos para concluir aquela estupenda obra. Foi nessa época que Deus apareceu pela segunda vez a Salomão e fez a promessa de que colocaria o Seu nome para sempre naquele templo. E ali também foi reafirmada a promessa de que a casa de Davi, agora passando por Salomão, estaria perpetuamente no trono, se guardassem os mandamentos de Deus.
Entretanto, infelizmente Salomão fez coisas que eram proibidas: tomou para si cavalos, mulheres e ouro em abundância. Ele caiu na tentação, não ouviu os conselhos de Deus, ficou orgulhoso e se entregou aos prazeres carnais do sexo e da idolatria. E o resultado foi que o reino, que a tantas custas tinha sido fortemente unificado, dividiu-se logo após sua morte.
Nessa fragmentação do reinado, muitas ruínas surgiram. Mas o interessante foi que as suas edificações religiosas foram as únicas que ficaram de pé. Isso não diz nada a você? Com que nível de seriedade você está tratando os assuntos religiosos da sua vida?
Embora existam fragmentos, permaneça de pé. Seja fiel!



Valdeci Júnior
Fátima Silva